segunda-feira, 19 de novembro de 2012

Os fins justificam

Ouvi hoje o caso de uma moça que saiu com um médico respeitado na cidade. Jantaram chique e depois foram na casa dele tomar um vinhozinho. Mal chegaram e o doido saiu correndo atrás dela com a calça arriada. Ela fugiu circulando em torno da mesa, se assustou e correu do lugar esbaforida antes que ele a pegasse. O tipo que exagera na bebida e perde o controle. Dias depois, saiu com ele de novo, afinal ele é médico.

:: 19.11.2012 :: Historinha contada pela diva Helô Gellhorn

7 comentários:

Valéria disse...

Pois é. E tem MESMO disso.

minicontosperversos disse...

Isso quando a motivação não é um terninho de todo dia.

Anônimo disse...

Coincidência ou não. Tem uma magrinha aqui no ônibus exalando feromônios e lendo um livro chamado "mulheres boazinhas não enriquecem". Parece até enredo de MCP.

Grande abraço!

Demián Calixto

Vampira Dea disse...

Conheço uma senhora que comentaria, não importa ele é homem de bem.

minicontosperversos disse...

Dea - tipo se é doc é homem de bem?

Demian - bom receber notícias do amigo! anda no sul ou em Salvador?

Vampira Dea disse...

Homem de bem = homem que tem posses, titulo,nome

Anônimo disse...

nem bom e nem de bem. na verdade ela ficou curiosa com o fogo do cavalheiro.....