sexta-feira, 30 de outubro de 2009

De molhar a calcinha - parte 2

A única coisa que me intrigava era que nas vezes que fizemos isso, ele nunca a beijou na boca.

Meu marido se virou para cima e pediu para que o cavalgasse, o que ela fez, mas não sem antes fazer sexo oral nele, e chupou muito bem. Eu comecei beijar a boca dele freneticamente, e suas mãos se desdobravam em acariciar nossos corpos. Controlei o tesão pra não gozar naquela hora, pois queria o sexo dele dentro de mim. Então ele veio em minha direção, me pôs de quatro e começou a me penetrar. Enquanto isso ela, atrás de nós, chupava o saco dele. Gozei, um dos melhores orgasmos da minha vida.

Ela pediu sexo anal, foi prontamente atendida e aconteceu com uma facilidade que eu nunca havia imaginado. Ele a enrabava e olhava para mim. Passado algum tempo, disse "Gabriela, vem cá, quero comer você novamente". Perguntei se não se importavam que eu ficasse olhando, pois estava adorando a cena. Ela sorriu. E quanto mais ele forçava, mais ela implorava pelo sexo dele.

Não resisti, me masturbei de forma bem tranqüila e num instante gozei de novo. Então eu disse "Bom, pessoas, nossa transa está maravilhosa mas temos que apurar, pois logo tem visita em casa. Guria, faz meu homem gozar que eu vou pro banho". Cinco minutos depois ela chegou toda lambuzada e tomou banho comigo.

:: 19.03.2008 ::

15 comentários:

minicontosperversos disse...

Proponho uma brincadeira para os leitores mais atentos. Percebam que os dois contos dessa "microssérie" foram cuidadosamente elaborados para funcionarem sozinhos.

Testem e dêem suas opiniões. Cada um vale como conto isolado?

maria disse...

vale sim.
e eu sugiro uma parte 3...

iaiá disse...

funcionam ....ah se funcionam!
ui
e to com a maria. sugiro o 3!

Marco disse...

Putz! E como funcionam! E digo mais, "No banheiro" seria pra fechar com chave de ouro.

Parte 3 já!

Carol disse...

Oh, e como vale!
Concordo com a sugestão e estarei aguardando 3a parte!!!
A ideia do Marco foi muito boa... e ainda existem outros pontos para serem explorados... até porque "logo tem visita em casa"... quem será?! ;)
Hum... sinto que vem coisa ainda mais picante por aí!
(e se cada um sugerisse uma ideia pra continuação... será que ainda teríamos muitas partes por vir?)

A Senhora disse...

Que venha a parte 3! ;)

Penélope charmosa disse...

Lendo isso me deu vontade,mas numa situação um pouco diferente.Eu,Dona flor e seus dois maridos,amigos digamos.Hoje mesmo,me chamaram para uma festinha.Recusei.Mas lendo esse texto...dá até vontade...podia até ser eu,amiga e amigo.

Altavolt disse...

Claro que valem. Gustavão! São independentes. Mas o maridão é um garanhão insaciável, hein? É só pedir que ele manda bala! rsrsrs verdadeiro atleta de alcova!

Vampira Dea disse...

Bem,Acho que sim e... Chegou visita né?
É impressão minha ou as coisas estão mudando por aqui? Venho percebendo desde esse concurso que as pessoas e o contista estão, digamos assim alterados, rsrsrsr.

Confissões de Lolita disse...

minicontossobresexo...

tá ótima a "microssérie".

...esperando a parte 3 ...


bjo!

Fernando R. Silva disse...

Vale, sim como contos isolados, meu querido.

Agora, assim, quando lia ao MCP era normal, mas agora começou a acontecer coisas. =)

Agora, fala sério, essa esposa dele é ideal demais. Só falta fazer faxina de avental sem calcinha. Ou comprar cerveja ao invés de comida. Ou saber a escalçaão do Vascão, a exemplo do filme A Mulher Invisível.

Eu acho que ela vai querer direitos iguais, viu? Um amigo do maridão lá no ménage. Hehehe.

Cassiana disse...

to curtindo muito essa gabi. experiência e timidez andam muito bem juntos [só não sei mais se o mérito é só do marido bom de cama..... rs]
beijo!
ah, pra mim se completam os contos
e ah! espero que a visita não seja do tal bom de cama se não a coisa vai esquentar de verdade [ou talvez seja isso mesmo que eu queira rss]
outro beijo

minicontosperversos disse...

a todos que pediram a parte 3... queridos, acontece que a chegada das visitas é justamente o fechamento da festinha particular pro início de outra coisa bem menos íntima; o ciclo se fechou

marco / carol - exato! essa parte do banheiro é que deixamos pro imaginário dos leitores (com o bananão dormindo na sala)

penélope - convite?

alta - potencial pra isso todos temos, amigo; basta ter o estímulo certo e turbinado que ele teve

vampiradea - chegara da primavera...

fernandão - esposa assim = sonho de consumo; agora... o conto não chega, cronologicamente, na ressaca do dia seguinte (aquela de acordar e dar um tapa na testa)

cassiana - ahhhhhhhhhhhhh, na sua leitura o marido dela tá viajando; achamos que o fernando também leu a primeira parte assim... não-não! o cara do conto e a gabi são marido e mulher; EITA, vamos reler

Cassiana disse...

["Gabriela, vem cá, quero comer você novamente". Perguntei se não se importavam que eu ficasse olhando,]

foi aí que eu tomei outro rumo, e pela moça estar tão solta nas palavras achei que agora pudesse ser a outra com o outro marido e...
enfim
na minha cabeça tudo se encaixou muuuuuuuito bem rs
mas com um ou com outro a gabi vai
bem do mesmo jeito
beijo

Sweet Toxicant disse...

O melhor de ler esses contos é que são tão inspirados que conseguimos quase que "viver" a situação... hehehehe!

Gustavo, eu acho que valem sim como contos individuais também. Gostei!

Ah, desculpa a ausência, eu andei um tanto ocupada hehehe.

Mas sexta-feira estaremos lá hein!!!

Suuuper beijos!