terça-feira, 16 de agosto de 2011

Mania difícil de perder 2

Um interessantíssimo outro ponto de vista, um conto de f(r)icção dela.

Minha linhagem paterna é muito bonita. Olhos marcantes, nariz pequeno e bem talhadinho, boca generosa.

Lembro quando um primo de meu pai -- que estava estudando para ser santo -- foi nos visitar. Eu estava na flor da idade, peitinhos começando a despontar, cinturinha ainda de criança, bunda já de mulher. Meus hormônios estavam agitados e provocar me excitava. Cidade quente, sabem como é, vesti meu shortdoll minúsculo de pano bem levezinho e desci para cumprimentar o futuro padre.

Minha mãe quase enfartou. As sombras de meus mamilos, duros, podiam ser vistas pela transparência, pareciam querer rasgar o pijaminha e sair. Ela estava com os lençóis e toalhas na mão, indo arrumar o quarto onde ele passaria a noite, e jogou-os contra meu corpo. Entendi no seu olhar “segure-os para se tampar um pouco e tome seu rumo antes que eu o faça por você”. Olhei maliciosa para o primo e subi as escadas rebolando inocente, segurando as roupas de cama, na frente. Minha mãe subiu correndo atrás para evitar que ele visse muita coisa, e na subida lascou um tapa na minha bunda, que ressoou.

Hoje ele é um padre famoso, faz palestras, shows e gravou CDs. Foi em programa de televisão e tudo mais. Confessou a uma apresentadora sensacionalista que a única provação que quase o fez desistir da vida eclesiástica foi uma priminha torta saliente que até hoje povoa seus sonhos.

Já saí da casa dos meus pais, moro sozinha. Chamei-o para benzer minha morada e tratar o demônio que habita meu corpo. Cair em tentação, pode. Uns tapinhas para me purificar também. Mas desistir de tudo por mim, não, obrigada, não tenho vocação para cuidar de marmanjo desgarrado. "Afinal, pecado é todo mal consciente, seja do clero ou do pagão."

10 comentários:

Paulo Francisco disse...

rs rs rs Muito bom! Fiquei imaginando a situação do camarada.
Um abraço

Flavio Guimaraes disse...

Lembrei de Hilda Furação e frei Maltus. Rsrsrs

Vampira Dea disse...

Tenho um fetiche por padres, pronto, confessei.

DIZDIZENDO disse...

Que delícia de ler, de estar no lugar da priminha, no lugar do padre, hoje e há vários anos...


beijo.

Ela disse...

rsrs... Priminha saliente!

Lua Nova disse...

Meu pai dizia assim: primos e pombos "sujam" a casa! rsrsrsrrs Uma priminha dessas e quase foi-se a "vocação" do homem!
Gostei muito desse e de todos os outros que li.
Gosto muito de gente inteligente e criativa e vc é os dois.
Gostaria muito que vc me desse o prazer de uma visita lá no meu Chocolate.
Beijokas e um delicioso fds pra vc.
Seguindo...

Luna Sanchez disse...

Alguém que desiste de tudo por nós vai querer (cedo ou tarde, consciente ou inconscientemente, por mais que jure que não) que façamos o mesmo.

É muita responsabilidade, pra dizer o mínimo.

Um beijo.

Natielly Nascimento disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk' amei ♥

Mr. Casanova disse...

Ahhhh... quase me perdi nos doces encantos de minhas primas também.. Acho que além de fantasia, tem um pouco de sedução erotismo e outros fetiches familiares.

Quem sabe, se tivesse escolhido outra profissão, essas horas nem estaria aqui escrevendo e lendo todas essas coisas boas que gosto de ver e ouvir!

Arrependimento? Não, jamais. Mas fetiches e vontades, para sempre!! rsrsrs

Chandall disse...

Sorte que meu primo não estudava pra padre...Não teve que desistir de nada pela priminha...kkkkkkkkkkk