sexta-feira, 4 de julho de 2008

Cara de sorte é o Ari

Mais uma contribuição da fotógrafa Lu Campos (quase pseudônimo). Desta vez com uma foto de autoria dela. Sensaciional! Lu, só tivemos que mudar o nome do rapaz, por eventuais problemas com um amigo leitor (coincidência não explicável).

O Ari namora a Mariazinha, estão há sete anos juntos e eu fico esperando o aniversário de oito anos de namoro só para ver se isso é sério mesmo, ou é macumba do Ari. Porque olha, não é possível!

Mariazinha, a namorada, de “zinha” não tem nada. Sabe mulherão? Bunda grande, coxa grossa, seio farto, boca carnuda e cabelo na cintura, coisa de louco! Ela tem tudo que mulher vive querendo tirar e tudo que homem adora meter a mão... e outras partes também.

O negócio não ia ser tão discrepante se o meu amigo Ari não fosse, com o perdão da expressão, “um espirro de pica”, ou seja , baixinho, feio e magro de doer! Pra piorar, ele ainda tem um tipão do interior. Nada a ver com aquela deusa. Como diz o ditado, é muita areia pro caminhãozinho do Ari! E ele sabe disso, desfila orgulhoso com aquele mulherão de dar inveja, chega a estufar o peito, o malandro!

O engraçado eu vou contar, foi o fato que aconteceu recfentemente. Tô voltando do hospital, fui visitar o Ari. Dia 12 de junho foi dia dos namorados e a gata preparou uma noite inesquecível, e põe inesquecível nisso! Comprou lingerie, gelzinho, além de inúmeros acessórios que só de lembrar deixavam meu amigo emocionado. Segundo o Ari, a Mariazinha “tava pro crime”.

O Ari que não é bobo nem nada, levou a moça para jantar e depois direto pro motel, aproveitar a noitada. Diz que começou com um strip-tease caprichado, depois que o bicho já tava tinindo rolou chantily nos peitos e em retribuição um tal de gelzinho nele, que quando ela metia a boca pegava fogo. O Ari estava nas nuvens, loucurada rolando e foi boca lá, perna aqui, 69, de quatro, de frente, de ladinho, até que a moça resolveu sentar no colo... putz, aí deu cagada!

Lembrando... o Ari baixinho, magrinho, fraquinho e a Mariazinha, uma mulher melancia só que mais alta, aquela loucura. O resultado: o Ari quebrou a bacia! Tá lá no hospital, 40 dias estaleirado, não pode mexer nada da cintura pra baixo, até pra ir ao banheiro, tomar banho, tudo, ela vai ter que ajudar. Ah, detalhe, 40 dias mijando na comadre é de ferrar!!!

Sabe o que é pior? A gozada final quem está dando somos nós... Ê Ari, cara de sorte!

9 comentários:

iara disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
ai gustavão ....
tadin do ari....
era muuuuuuuita areia pro caminhãozinho dele!

sentou! matou!

bjs

minicontosperversos disse...

Aqui um comentário pra não comprometer o conto da Lu: SERÁ QUE A MARIAZINHA VAI PODER BATER UMINHA DE VEZ EM QUANDO PRO ARI?

iara disse...

se eu fosse ela tinha desistido de um cara que não me aguenta eu não batia nada ...dava tchau...hahahahaha

A Bruxa disse...

Sei não... esses caras que tem cara de nada... Ontem escutei caso parecido (excetuando a sentada, obviamente). A fammília revoltada com ela, viuva, que está encantada com um que "nem bunda tem!".

F. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
FERNANDO disse...

"Mariazinha, a namorada, de “zinha” não tem nada. Sabe mulherão? Bunda grande, coxa grossa, seio farto, boca carnuda e cabelo na cintura, coisa de louco! Ela tem tudo que mulher vive querendo tirar e tudo que homem adora meter a mão... e outras partes também."

Este parágrafo, querido Gustavo, é quase um roubo de pensamento do consciente coletivo masculino.

Em primeiro, pela descrição da desgraçada. Isso mesmo, uma desgraçada. Porque com todos estes atributos, não é mulher, é o cão!

E por fim, porque acho que está na hora de nós, amantes das gostosonas, com algo na cabeça, que fique claro, façamos um protesto! Sei lá, às vezes comece com um meme e quem sabe paremos com nosso protesto na Esplanada dos Ministérios bradando e escrito em faixas: "NÃO DEIXE SUA AMIGA BOAZUDA PENSAR QUE GOSTOSURA É GORDURA!

A Bruxa disse...

Fernando, também saiu este tal protesto na revista Moda, da Folha de São Paulo - "Kurkova,a gostosa", por Alcino Leite Neto, como Editorial.
Resumo do resumo em um parágrafo:
"Com os cabelos loiros esvoaçantes, o rosto forte de eslava combinado a uma ginga quase brasileira, sem falar nas formas esguias, as coxas generosas, alguns estratégicos defeitos muito femininos e a deliciosa barriguinha - tudo na modelo convidava ao desejo e à volúpia"
É claro que as outras modelos, fashionistas e algumas mulheres estrilaram. Preferem a anorexia normal das modelos tradicionais.

Mary West disse...

Gente que contos maravilhosos. Contribuições incriveis mesmo, eu um dia hei de escrever assim.

Toninho Moura disse...

Para pegar um mulherão você só precisa de uma coisa: que ela vá com a sua cara!