quarta-feira, 2 de julho de 2008

Motel nem sempre ajuda

Sempre achei motel o maior anticlímax, ainda mais na primeira vez que um casal sai. No momento de passar pelo portão é como se o luminoso de neon se transformasse num AHAN, QUER DIZER QUE VOCÊS VÃO TREPAR! Acaba com todo mise-en-scène do ritualzinho tenso do que pode ou não acontecer.

Mas tem dia sem opção, como quando eu e uma namoradinha que morava em outro estado nos encontramos na praia, numa cidadezinha sem infraestrutura. Fazia tempo que a gente não se via, queríamos matar saudade e curtir carinho. Cometemos o erro estratégico de não ir logo cedo para algum hotel ou pousada, ficamos nos enrolando no boteco e quando resolvemos você-sabe-o-quê passava da meia-noite, até as portarias estavam fechadas.

O jeito foi ir para um motel meio fuleiro. Entramos ressabiados pelo jeito do lugar, cama redonda revestida com carpete, tv só com canal pornô, enfim, íamos bem devagarinho para criar o clima quando ela olhou para a cabeceira e disse com calma "ih, tem uma barata ali espiando a gente". Custei acreditar, afastei o travesseiro e vi a bicha paradinha mimetizada no carpete bordô. Sem ação, sentei e pensei muito no que fazer. Liguei para a recepção e o atendente sugeriu trocar de quarto "vai ali no cinco, a porta está aberta". Entramos no carro fomos direto para a saída:
"Olha, amigo, não adianta mudar de quarto. Não tem mais clima."
"É, mas vocês ficaram lá quase meia hora. Usaram alguma coisa? Vou ter que cobrar."
"Nem tiramos a roupa. E pode ir lá olhar que a barata está na cabeceira da cama."

O cara foi na maior má vontade, ouvimos barulho de chinelada, ele voltou sem dizer palavra e abriu o portão da saída. Imaginei o próximo casal chegando dali a pouco e o porteiro dizendo: "Pode ir no quatro, a porta está aberta."

:: 07.04.2008 ::

15 comentários:

A Bruxa disse...

Eca! Eca! Eca!

Camilla disse...

Nossa, que nojo!!
Eu tenho verdadeiro pavor de baratas...

louise disse...

HAHAHHAHAAAHAHA
Cama redonda revestida com carpete!!! Eu não sei por onde vc anda pra descobrir essas coisas, isch!

Engraçado, não tenho nojo de barata. Mas não me mostre, nem me fale em lagartixas. ARGH.

Priscila Freitas disse...

Ahhh, eu adoooooooooro Motel... sei lá, me dá um ânimo, o clima aparece, eu fico mais solta... sei la! Deve ser pq meu primeiro, que durou por mtos anos, morava com os pais, então só acontecia no motel mesmo. Mas barata cara? Não dá neh.

mas enfim... Nem tô de ressaca (Engov bombandooo), e tenho 1,60m (arredondandooo). hauiahuhaia


bjssss

J i l s disse...

... provavelmente... teria uma crise de riso que só passaria uns 2 dias depois...

iara disse...

além do óbvio nojinho..
eu como jills estaria rindo até hj...

aliás tenho uma historinha parecida com o ex-malarido na primeira vaigem "romântica"
pense em dois estudantes, falidos óbvio, senão o hotel seria bom, ainda namorados, num hotel barato em puerto no seguro???
e ele queria transar mesmo assim??
nemmmmmmmmmm
só podia dar m...no casamento neam...??

F. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
F. disse...

E eu não tenho nojo de barata... pela reação das moças aqui, devo mesmo ser de outro planeta.

Estava Perdida no Mar disse...

Nossa, essa história de barata em motel nem me soa tão estranho assim.
Eca.

Vampira disse...

Bom, em sampa, local seguro pra namorar ou dar umas escapadas em horário comercial só assim...tenta num drive in...aí sim é ficar tomando Dorflex até a próxima encarnação....e na rua, vixi, só nos meus tempos de interior..eita delicia, no carro, nem que fosse fusca dávamos um jeito..aiai.... mas baratas não me param, dá uma chinelada que tudo bem !!

doces mordidas

minicontosperversos disse...

foda de dar chinelada em barata é que espirra aquela aguinha branca. é muito nojento aquilo. aí é anticlímax ao quadrado.

Tata disse...

que a vigilancia sanitaria não venha lhe interrogar sobre o local do incidente... rsrsr

FERNANDO disse...

"vai ali no cinco, a porta está aberta"

Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.

Não precisava nem desfechar, que já deu pra imaginar o quão qualificado era o local.

Anônimo disse...

q barato ou barata!!!kkkkkkk concordo com a louise, fio do céu, por dondé q vc anda pra ter esses insights??? rssss qt ao anticlímax do motel, sabe q eu não pensava assim até há algum tempo?Bjão
Nin@

Lewd disse...

Hahahah Gustavão, estive por aqui retribuindo a visita que você fez lá por Sistinas, e li alguns textos seus. Resolvi comentar nesse, afinal, quem não tem uma estorinha de motel pra contar, é por que ainda não viveu! rs*

Valeu novamente, um abração!