sexta-feira, 1 de agosto de 2008

Cartaz

Até a primeira deslanchada do ambiente virtual (final da década de 90) o cartaz cumpria uma missão forte como veículo de comunicação. Não no Brasil. Aqui nunca houve essa cultura -- o cartaz nunca foi tratado como arte e sempre foi usado com economia e ineficiência. Agora... olha que beleza esse achado da Louise (de fora, óbvio). O "'good time' girls" ficou bom demais!

19 comentários:

minicontosperversos disse...

E o tal "pick-ups"? Alguém arrisca dizer do que se trata?

A Senhora disse...

Hummmmmmmmmm... pick-ups?... marias-gasolinas? :)

Ela tem cara de enfermeira, né? O interessante é que vai fazer exatamente o serviço oposto - pelo menos é o que sugere.

Bjs

Jean Rocha disse...

Pick-ups, hookers, good-time girls, tudo isso na época em que os "condoms" ainda não estavam em voga e, aqui no Brasil, se pegava gonorréia "urinando contra o vento" hehehehe!

Lançar a campanha no Brasil utilizando termos equivalente, que tal? "Rampeiras, Profissas, Tias, Primas, Cata-Cornos, esalham doenças"

Abração!!!

A Senhora disse...

Ô, Jean... Sacanagem! Tias e primas também?

louise disse...

e agora a gente quer comentar e o bonitão tá em reunião, né??

Eita!!

Biscoito Cósmico. disse...

muito legal o cartaz!

curti os termos equivalentes do jean aí de cima.

hahhahaha.

bom fim de semana.

Flávia disse...

Tenho um amigo alemão (meu ex-professor do Instituto de Artes) que é fã da estética dos cartazes. Ele iria adorar esse da Louise. E o mais interessante da mensagem é que hoje em dia (pelo menos é o que tenho visto) as "good time girls" são aquelas que menos frequentemente estragam os pintinhos desavisados.

E preciso, PRECISO fazer uma retificação no comentário do gaúcho: PRIMAS NÃO!

Beijoca ;)

minicontosperversos disse...

a senhora/bruxa - que serviço?

jean - seja bem vindo novamente à blogosfera; aqui a gente chama de biscate, galinha, piranha, rameira, bagaceira, mulher da vida, perdida, quenga, diz que achou a perereca no lixo, que tem raiva da perereca, e principalmente... perva (grande homenagem do blog)

lou - acabou mais cedo, que delícia; logo a gente destrava o moderador e vamos ver quanto tempo o anônimo tarado demora pra postar barbaridades

bixcoito - diz os daí da sua área também! vamos compartilhar culturas

flavinha, prima (no bom sentido) - quem é que estragam os pintinhos desavisados então?

iara disse...

gustavão

sinto que o bloqueio na empresa é que eles realmente querem que vc trabalhe.(sheet)
deve ser pq vc faz falta.
ao menos no blog faz!rs

bj

A Senhora disse...

Concordo com a Iara. Ter que vir aqui, todo dia e não ver post novo?! Terrível!

minicontosperversos disse...

iara e bruxa, por favor! e isso aí em cima do blog com um cartazinho engraçado, é o que? um anti-post?

A Senhora disse...

Tá... somos duas sagitarianas chantagistas. e daí?

Bem Resolvida disse...

Prontinoh, já esta devidamente linkado.
E aquela foto da viatura não é minha...rs
Mas essa do perfil é.rs

Tatah Marley's Confissões disse...

lindo!
e realmente no Brasil o cartaz só serve pra vincular na maioria das vezes coisas ruins ou propagandas enganosas. Por isso detesto esse país!
;*

Sol! disse...

porra, to indignada!!! ALguém me explica a discussão dos pintos desavisados???

E mais, quero ir ver a ruiz andar de bicicleta no passeio!!!
Só não sei qdo vou poder ir pra curitiba fazer isso...

ahhhh, qual tipo de entorpecente devo eu consumir pra ver o fantasma bêbado do leminski???

To te linkando no 44! abração

Jean Rocha disse...

Bah não imaginei que as "tias" e "primas" iam causar polêmica...
Mas que são termos comuns aqui no RS, ah, isso são!
Abração hehehe!

gustavão agora fantasma disse...

sol! - 1) não houve discussão, mas a flavinha não explicou quem é que detona as pirocas desavisadas; 2) a ruiz anda a pé mesmo; 3) nada de entorpecente (antes das 11h da manhã)

jean - pra fechar a discussão, lembramos de mais um termo, esse arrasa-quarteirão: BELISCO

Mary West disse...

Aonde mais eu aprenderia tantas girias para as ex-moças de familia? Só aki mesmo. Cata cornos...Vou aplicar.

Jean Rocha disse...

Rááááá!
Belisco é a melhor... nunca tinha ouvido essa hahahaha!
Mais pra fronteira com a Argentina também se usa: "Tchanga, camanga, desalmada"...

Agora não falo mais disso, juro!