quinta-feira, 5 de fevereiro de 2009

Negociação para um menage

Tu já deves ter uma pessoa em mente, uma antiga namorada, ou uma amiga de confiança (da tua confiança, não da minha). Penso que se eu não conhecer bem a pessoa, é perigoso. Se eu estivesse solteira toparia no ato.

Se for uma prostituta, o que imagino não ser teu estilo, eu acho muito inseguro (embora sinta atração pelo lance "mestre-escravo"). Eu confiaria em uma amiga minha, mas ela vive em Oslo.

Se ninguém é de confiança, em último caso a gente mata a escolhida, corta em pedacinhos e joga no rio Tibagi. Claro, matamos depois que aproveitarmos bastante. Ah, eu quero guardar um pedacinho de lembrança, tá?

:: 28.03.2003 ::

63 comentários:

A Senhora disse...

Ao que parece ficou tudo na negociação... ela não é solteira... :)

Beijinhos, querido.

Bem Resolvida disse...

Ah prostitutas....(classe A, claro...as "universitárias" )...são ótimas pra um menage bem feito!!

:P

Renatinha disse...

Melhor se não for de confiança...

Danielle Lima disse...

Ha ha ha!
Eu sempre digo que num caso desses o melhor é ser a convidada...mudei de idéia!

Beijão, querido(s)!

minicontosperversos disse...

É normal nos MCPs, mas vale a pena prestar atenção nas sutilezas do continho. É nas sutilezas que muitas coisas se explicam.

sra. mi - só pelo fato de ela ser não solteira? o que uma coisa tem a ver com a outra?

BR - suas dicas são sempre ótimas

levem em consideração, viu, pessoal!

renatinha - vc diz isso porque é descasada (sacou o por quê da confiança?

dani - viu? MCP quebrando paradigmas; de qualquer forma, considere-se, sempre

o casalqseama* disse...

o único porém é o cheiro desse pedacinho que não vai ser dos melhores!


rsrsrsrs
bj da fê =D

Lilian Dalledone disse...

Humm... arriscado demais, mas vale a pena, não vale?...

Alessandro disse...

Nossa.
Quadrilátero "amoroso". Não pode ser quadrado, já que três pontas estão de um só lado.
Moça submissa e sarcástica (ou sociopata mesmo?).
Curiosa a resposta do autor à Danielle.

Kátia Flávia disse...

O melhor é ser convidada [2]

Jesus está bem!
Manda lembranças para você!

;*

Renatinha disse...

Não é por isso não... é pela adrenalina... ninguém é feliz de verdade se não tiver um friozinho na barriga cada vez que o telefone toca...

Sweet Toxicant disse...

Enquanto está na negociação é bem interessante.. a ansiedade, o frio na barriga, a dúvida, o desejo...

Celine Ramos disse...

hahaha
Normalmente eu nao negocio, não.
Acontece, principalmente depois de uns uisques.

mas adorei o plano infalivel
hahaha

minicontosperversos disse...

fer do casal que se... - já ouviu falar de vidrinho com clorofórmio?

lilian - alguma coisa 9incluindo essa pena de comentários) sugere pra gente que vale

alessandro - 1) sarcástica; 2) shhhhhhhhhhhh!

kf - 1) revelar uma coisa dessas num ambiente pérfido destes e querer ficar com a caixa de correio cheia; 2) diz pra ele demorar pra me chamar, ok?

renatinha - friozinho na bariga? e aquele ao entrarem três pares de pernas num quarto aconchegante?

sweet tox - e depois?

celine - qual a marca do whisky?

Renatinha disse...

[;o)

Luciene de Morais disse...

Comédia e ironia! Achei bastante engraçada a mentezinha infantil e irresponsável da negociadora... enquanto se preocupa com uma possível chantagem ou difamação dela, enquanto casada, o que seria vil, mas muito menos que pensar em "aproveitar bastante" e ainda "guardar um pedacinho" de alguém, do corpo de alguém, como lembrança.
Mas acho que, não com esse exagero, a ironia procede, diante dessa atitude blasé, que este mundo pós-moderno de coisificação, do "fast" e do descartável, reduz os seres humanos.

nin@ disse...

Engraçado, qdo fantasio essas coisas nunca imagino uma amiga de confiança...mas um "amigo" de confiança. Difícil é convencer as partes a entrarem no esquema...rssss
Bj Gu

nin@ disse...

Pensando bem... como esse conto é machista!!!! Ninguém concorda comigo????

Flávia Batista disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

cortar em pedacinhos e guardar um dos pedaços de lembrança???
que trash!!!

manage a trois, inegociável pra mim!!!
sou tradicionalzona pra essas coisas...

beijao

Branca disse...

Simples assim...aproveitamos bem e depois matamos... e o pior é saber que isso acontece mesmo...

bjos.

Ju disse...

há, genial! amei!!!!
beijinhos!
: )

Luciene de Morais disse...

De verdade não me pareceu machista, porque parece que a possibilidade é bem aceita pela negociadora, a de haver apenas outra mulher, e não também outro homem, ou apenas mais um homem. Ela não questiona isso... talvez devido à sua atração pela fantasia "mestre-escravo".
A questão aqui é que ela questiona tanto a confiança... hehe... mas ela, é de confiança?

Sweet Toxicant disse...

Depois?
Bem, este post fala de "negociação para um menage" né...

O depois... fica pra depois... rsrs

Brincadeira... eu também nunca passei da negociação, por falta de encontrar "pessoas de confiança". As que são de confiança não topariam. ;o)

Alessandro disse...

Nin@:
Engraçado você achar machista e as mulheres em peso se colocarem no lugar da moça do conto.
Por favor, não pense que estou igualando as mulheres reais e a do romance.
(Mas seria interessante se pudéssemos dar uma espiada no ID de cada uma)
Bom, acredito que a mulher do conto é a exceção da regra (um dos motivos da história ser atrativa). Logo, não parece que o gênero feminino esteja representado na figura dela.

minicontosperversos disse...

renatinha - 8-*

luciene - descartável é relativo; lembranças de momentos intensos podem nos acompanhar pra sempre (suspiro)

nin@ - a fantasia comporta tudo; ode fantasiar a vontade. agora... esse negócio de cruzar espadas... JAMÉ

flávia - quer saber? dentro de toda "tradicionalzona" existe uma pantera lasciva latente; é uma questão de dar vazão

branca - no caso, foi sarcasmo; mas o pior é que por aí tão fazendo essas coisas mesmo; mas gente assim não merece ser retratada no MCP

ju - como curitibana, sabe onde fica o rio tibagi?

sabe que refletindo agora, seria mais fácil rio belém, rio ivo... tibagi foi mais pela sonoridade

luciene [2] - é tipo gostar de um filme, uma comiga; quem gosta de ela+ele+ela (sanduíche) gosta assim, quem gosta de ele+ela+ele (algema chinesa) gosta assim; e tem quem goste de QUALQUER coisa; esses sào os privilegiados seres humanos versáteis

e , com efeito, não é machismo; é uma questão de gosto

sweet tox - tem certeza que não topariam?

minicontosperversos disse...

Alessandro - caro, estamos secos pra saber quem vc é, amigo; enfim, respondemos depois pq quando vc postou o comentário estávamos na longa e divertida missão de responder os comments

mas pode escrever isso: não é excessào não; tá latente dentro de quase todas, pelo menos a curiosidade; só não se realiza pelo SUPER-EGO ou pela falta de gente de confiança

Luciene de Morais disse...

Pasma!
Até parece que quem faz opções por uma vida sexual menos tradicional está liberado para fazer tudo o que quiser também, com o mundo e com os outros!
Eu falei, e você entendeu!, o descartável como forma de desvalorização dos seres humanos.
Muita coisa pode ser descartável, gente não é! Tudo pode em relações gente-gente, desde que seja a escolha de ambas as partes.
A imoralidade não está na preferência sexual, mas no que se permite fazer, até matar outro ser humano, apenas para o seu deleite!
A questão gravíssima sim é a falta de confiança. A pessoa quer para si, sentir-se segura, mas não está nem um pouquinho preocupada com sua responsabilidade em ser de confiança para o outro também.
O conto seria maxista sim, se a preferência da moça fosse, ao contrário da do rapaz, a tal da algema chinesa. E se ele quisesse impor a sua preferência. No caso, é uma questão de aceitação dela, o que faz com que o conto não seja maxista.
Começo a pensar que o autor é um baita puritano tradicionalzão, que pelas respostas aos comentários, simplesmente ignorou essas colocações - Essas do NÃO PODE TUDO NÃO - Confundir preferências sexuais com direito a crime, falta de verdade e boa-fé e quebra de confiança. Parece entender que para quem tem preferências apenas sexuais mais liberais, tá TUDO LIBERADO, e que é assim que funciona a mente deles! Eita!

Altamir disse...

Êta, Gustavão, menage é um sonho, principalmente masculino, que para a maioria jamais se torna realidade. Deve ser demais, a gente no meio de duas mulheres. Barbaridade, tchê! Só não concordo com o esquartejamento posterior ao ato, pois, para mim, as mulheres são deliciosas demais para sofrerem qualquer ação assim tão bestial! Apenas muitos e muitos beijinhos, entre outras coisas, nas duas companheiras de viagem! rsrsrs...abraço!

Sweet Toxicant disse...

Certeza eu não tenho, mas quando entrei nessas conversas com amigos, percebo que eles ficam só nas brincadeiras, mas ninguém teria coragem de consumar o ato... rs
Para eles é mais como uma fantasia que eles veem nos filmes pornôs, que eles gostariam mas não fariam... sei lá...

Luciene de Morais disse...

hehehehe, agora, relendo, vi que escrevi machista com X, e duas vezes!
E no meu comentário anterior eu não havia errado...
Vou pensar no que significa esse ato falho.

Toninho Moura disse...

No que me diz respeito, ficaria com as suas duas amigas.


Em tempo, "A oferenda" já foi pelo correio.
É uma foto, para quem pensou besteira!
Braços!

PS: Já "leu" a Maria Angélica?

louise disse...

Nossa, tá rendendo o assunto!!
Eu ri prq a amiga de confiança mora em Oslo... não tinha um lugar mais longe? Vige!

Beijo!

Renatinha disse...

Relendo o conto, percebi que a "moça" esta apenas divagando... uma negociação dela para com ela mesma... a qual ela estava, generosamente, 'dividindo' conosco... conversas que temos com nossos próprios botões de vez em quando, fazendo de conta que existe uma outra parte nos ouvindo, sabe como é? Quem já não criou diálogos esdrúxulos em frente ao espelho como este, que jogue a primeira pedra.

Carla disse...

Muito bom!!!
Mas....... imaginei UM amigo, de confiança ou não, ou alguém que provavelmente nunca mais fossemos encontrar... porque o destino seria o mesmo da amiga, com uma ressalva, pedacinhos largados nas águas geladas norueguesas...
A M E I...

nin@ disse...

apesar do meu coment. ter causado polêmica, veio nossa amiga Carla, pra não me deixar divagar sozinha...e Gu, seu coment foi 'machista" qd disse que cruzar espadas Jamé... e as mulheres???? Nem todas gostam de colar o velcro... kkkkkk
bj

Mariana disse...

Passando pra te desejar um ótimo domingo, beijo

Flávia disse...

Fazer escondidinho e depois se livrar da prova do crime, ah se isso vira moda.

Pensando bem, a julgar pelo tanto de gente que apronta por baixo dos panos (literalmente), taí uma solução pra superpopulação mundial.

isabela. disse...

antiga namorada não!

ahhauheu

minicontosperversos disse...

Luciene - concordamos plenamente com você, inclusive na parte em que disse que o autor é puritano; não um BAITA, mas tem sim seu lado puitano; basicamente, todo mundo pode fazer o que quiser com sua vida sexual/afetiva etc., desde que quem estiver compartilhando isso esteja 100% de acordo, em ações e pensamento; só essa coisa de descartável que é relativa, pois como dissemos, há lembranças que são eternas

quanto ao maXista, foi um chiste delicioso; pensamos em marxista várias vezes: "onde o continho foi marxista? por a moça pretender compartilhar o amante/amigo com outra? (perceba, não é o marido...)


Altamir - esse sabe das coisas... concordamos absolutamente; masmo porque, com a moça "em pedaços" não daria pra repetir a dose, certo?

Sweet Tox - será que não teriam coragem? olha... dá-lhe cachaça no povo e vê o que acontece...

Toninho Moura - 1) obrigado pela "Oferenda", linda a foto! 2) ah, as amigas...

louise disse - o mais legal de Oslo é que tem um som engraçado, né?

agora... assunto assim SEMPRE rende

Renatinha - fazemos isso diariamente... mas na nossa interpretação ela está falando isso pro cara; as MCPs são assim, cada um interpreta como melhor convém

Carla - gostamos MUITO do seu jeito de pensar

nin@ - como se as moças estivesem usando muito velcro hoje em dia; a maioria, sabe né? sem ou quase sem!!! ah, sim, damos o maior apoio!

mariana - obrigado! foi ótimo

Flávia - quer dizer que a amiga humanista compartilha da idéia na narradora?

isabela - sabemos porque você achou graça; porque tem uma frase é muito dita por aí: "topar até topo, mas vc consegue a outra; e não pode ser ex-namorada"; quem aí já ouviu uma frase assim; e o mais importante: QUEM JÁ DISSE ALGO PARECIDO???

Alessandro disse...

1. Em comum, conhecemos a Vanessa, KF (desde os 4 ou 5 anos - aliás, creio que ambos tinham essa idade).
Apesar da moça morar umas quadras de casa, não a vejo cara a cara há anos.
Sou advogado e, provavelmente por isso (ou melhor, pra fugir disso), textos mais inspirados me agradam.
E o bom daqui que é tudo sem rodeio , na veia, mas com adequado estudo das palavras certas pra fuçar no instinto da galera.
(O comentário é meio despropositado com o conto. Podendo deletar, manda ver.)

2. Para dirimir eventuais controvérsias sobre a natureza das mulheres, acho que cabe aí um estudo "in loco".

Um abraço, amigo!

Flávia disse...

Jamé. Sou egoísta.

Renatinha disse...

MCP... você... um puritano??? O que foi? Andou misturando xarope para tosse com calmante?

Renatinha disse...

Esse negócio de matar a escolhida, cortar o corpo em pedacinhos e depois jogar no Rio Tibagi (ficando, obviamente, com um pedacinho de lembrança) me remete a vários episódios de Law and Order... infelizmete nunca dá certo... o assassino sempre é pego... isso na ficção... já na vida real... bem, não se ouve falar muito destas coisas na TV...

maria disse...

Acabei de entrar aqui e curiosamente o blog estava aberto para mim para edições. Acredita nisto? Imagina se eu deleto todo o conteúdo do MCP, comentários, ou o próprio blog? Imagina se eu fosse bipolar (ou "tripolar", como costumo brincar) como muita gente por aí? Ou se estivesse com raivinha de você? Tem noção?

maria disse...

Você veio aqui em casa, usou meu computador hoje e salvou seus dados, querido? Pode ter sido isso! rssss

Altamir disse...

Gustavão, o importante, se desse certo uma vez, seria cuidar bem das moças para tentar uma segunda, certo? Tenho sentido falta do amigo lá pelo Altavolt! Vê se passa lá de vez em quando! Abraço!

minicontosperversos disse...

vamos fechar a fatura, pois os comentários se esgotaram (os dos leitores)

alessandro - de jeito nenhum apagaríamos seu comentário; sensacional! é pra esse tipo de "catarse" que a gente escreve; para leitores como você

sobre o estudo "in loco", é o que a gente faz, amigão, ou o que tenta fazer

flavinha - egoísmo é o oitavo pecado capital

renatinha - 1) vc dá a receita pra gente e conta que beleeeeza que foi o efeito? / 2) é mesmo, o cara do morro do boi tá solto ainda...

aliás, amamos o law and order, em particular o vincent d'onnofrio

marian - jamais esperaríamos isso de você, de bagunçar o MCP (se quiser, ganha a senha de presente)

alta - é que atava um tempo sem atualizar, queridão; já demos umas pegadas lá

agora... "se desse certo"? atenção, um cara não pode morrer sem experimentar isso, hein? vamos reeditar o ditado:
1) ter um filho
2) escrever um livro
3) plantar a mandioca em duas mulheres ao mesmo tempo

que árvore o quê... isso é assunto pros ecochatos

maria disse...

Dou conta das chaves, mas da senha, nunca. Não tenho competência pra isso!

Sentimental ♥ disse...

ninguém nunca vai ser de confiança, por isso acho legal o lance de matar e cortar em pedacinhos...

mas tu ficaria com q pedacinho de lembrança???

bjs

minicontosperversos disse...

maria - defina competência nesse contexto...

sentimental - os caninos superiores devem dar belos brincos

maria disse...

Eu não saberia administrar o mcp em seu lugar. Para que outra finalidade eu iria querer a senha?

minicontosperversos disse...

Ah, maria, administrar o MCP, só a gente mesmo. É tarefa árdua... De qualquer modo, parafraseando nossa querida interlocutora: "Imagina se eu deleto todo o conteúdo do MCP, comentários, ou o próprio blog?"

maria disse...

Não faça isso. Não restrinja a minha diversão ;)

Sentimental ♥ disse...

poisé...
ah, mechas de cabelos tmb. rs
ah, e se tiver tatuagem dá pra fazer abajur... [uau, isso foi sinistro
bj

minicontosperversos disse...

maria - sim, bela, vamos não fazer

sentimental - ganhou o título de perversette do dia; sabe que no corpo há peles mais flexíveis e translícidas, perfeitas pra uma luzinha ambiente

boa idéia hein?

Sentimental ♥ disse...

é, dependendo de onde foi feita a tattoo fica um abajur liiiiiindo. rs
ah, e obrigada pelo título, adorei...
beijos

Iasnara disse...

que delícia!

Iasnara disse...

MCP;
o quer-não-quer, é o que deixa a "negociação deliciosa".

Serjones disse...

guardou a xereca dela? ou o cuzinho?

minicontosperversos disse...

sentimental - vc merece; agora... que partezinha é essa a que vc se aludiu? dele ou dela?

iasnara - somos otimistas; sempre acreditamos no "quer"

serjones - NA e NO; melhor se for NAS duas (narradora e vítima)

Sentimental ♥ disse...

dela, partes lisas e sem 'dobras', tipo as costas... rs
beijos

minicontosperversos disse...

é, sentimental... saco só serve pra tamborim mesmo...

Sentimental ♥ disse...

ah, nem sempre.
bjs

Maria disse...

eu nunca entendi muito bem este conto... o marcador poderia ser também "mulheres burras".

é um diálogo, uma pessoa ou três pessoas? (o "se eu estivesse solteira" tira a idéia de uma pessoa só falando)

e também sempre me pareceu não ter homem na jogada.