quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010

As desventuras de Maçarico, o palhaço erótico II

Episódio II da saga criada pelo amigo Alta, e que, para surpresa dele, terá um terceiro episódio.

Como narrado no episódio anterior, Maçarico era um palhaço de festas infantis que no dia-a-dia perdia tempo como funcionário público. E foi no trabalho que passou a ser assediado por uma vendedora, a qual ele apelidou carinhosamente de Véia. Era até mais jovem do que ele, mas aparentava mais idade.

Para conquistar o palhaço, a Véia lançou mão de dotes culinários, e convidou-o para um jantar em seu apartamento — bebidas e pratos afrodisíacos cuidadosamente preparados por ela.

Não obstante ser adepto do matrimônio (ver episódio I), nosso herói aceitou o convite. Depois de comer e beber muito, era chegada a hora de entrar em ação. Contudo, após dar várias arremetidas e já com dor na cabeça de baixo, Maçarico acabou por desistir de romper o lacre da Véia. “Seria virgem?”, pensou. Na manhã seguinte, ela liga toda consternada: “Desculpe querido, mas no calor da emoção esqueci de tirar o Tampax.” Nunca mais voltaram a se ver.

Mas o auge foi quando numa festa de fim de ano da repartição, Maçarico resolveu uniu as duas profissões: animaria a festa e os colegas de trabalho. Lá pelas tantas, mais chumbado que o normal, ouviu algum gaiato sugerindo striptease. Não se fez de rogado e, dançando freneticamente, logo desceu o macacão colorido. Só que não percebeu que uma das bolas do saco tinha escapado, e balançava pendurada pela lateral da cueca. Como muitos filmaram e fotografaram, a performance passou a fazer parte do folclore da repartição.

13 comentários:

Altavolt disse...

Muito bom, Gustavão! Incrementou bem a bagaça! Aguardemos o bonus track! rsrsrs Abraço!

Vampira Dea disse...

KKKK fiquei impressionada com o tamanho do tampax

QUERENDO SAIR DESSA FURADA DA SILVA disse...

Putz velho, maçarico da bagaça mermo, foi logo direto ao ponto, tivesse tentado digitar alguma na véia, tinha evitado tal boró, mas a bola de fora da cueca, putz, imagino o cara vendo a foto depois ou o vídeo com todo mundo zoando, TENSO.

Altavolt disse...

Vampira: Esse tampax devia parecer uma rolha! Eu disse rolha!

Querendo Sair...: Você esqueceu que o Maçarico estava bastante mamado como sempre? Foi direto ao ponto, sem preliminares! rsrs

Crisriany Ramos disse...

Muito bem humorado esses dois postes...

Más, acho esse palhaço (maçaneta)de uma promiscuidade só...

Atualmente, será que essa maçaneta ainda levanta???

Beijos Altamir e Gustavo

Cristiany

Anônimo disse...

Esse Maçarico lembrou-me uma das minhas aventuras.Nessas noites,ao som de Blues e Rock,muita caipirinha e cerveja.
Meu palhaço puxou-me para o banheiro dos homens.Me fez sentar na patente,um lugar apertadinho que mal cabíamos ali dentro.Abriu as calças e colocou seu brinquedinho todo na minha boca.Até me dar ânsia.
Com sacrifício abaixei as calças e deixei á mostra o que ele mais queria.E que no momento era o que eu podia oferecer.Meteu com força atrás algumas vezes até escapar para frente.
Depois em casa,com muito sacrifício achei o O.B enterrado e atravessado horizontalmente,praticamente perdido dentro de mim e até hoje não sei onde foi parar o cordão.
beijos.

Vampira Dea disse...

Alta vc disse rolha. rolha? Am? Ah.
Agora o que me assusta n é mais o tamanho do tampax, é o tamanho do buraco em que se perdeu o tampax na anônima.kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

iaiá disse...

deus me livre de um maçarico desse na minha repartição! sou uma mosa de respeito! humpff

hahahahhahaaha

Luna Sanchez disse...

Essa do Tampax foi de revirar o estômago...

=**

ℓυηα

F.A. disse...

porra, já estava sentindo falta das suas histórias... andei um tempo sem passar por aqui, agora estou forrando o bucho de novo.

Gustavão,
o "novo" vampiro de curitiba.

minicontosperversos disse...

Alta - tive que publicar algo mais... estético antes, pra dar um gás nos leitores; no decorrer da semana vem o episódio inédito da microssérie

vampiradea - existem mais coisas entreo céu e a terra do que sonha nossa vã filosofia

já ouviu falar em OVNIs?

agora, alguém dá um parecer feminino: essas coisas não costumam crecer quando vão absorvendo aquilo que absorvem?

querendo sair dessa furada da silva - pois é, mas se não forem os caras como o maçarico e o zé, moças como a "véia" acabam com limitações para sua diversão

cristiany - você está confundindo o maçarico com o maçaneta ou se fixou no maçaneta mesmo? (que só foi citado unpassant nos comentários...)

anônimo - o cordão deve ter ficar enroscado no palhaço

vampiradea - OB não é menorzinho que tampax?

iaiá - então; nessas festas de empresa quando o pessoal toma todas essa parte do respeito meio que se afoga; aliás, uma amiga minha, muito sábia, diz que nunca bebe nessas festas

luna - mas você é sempre sensivelzinha assim, né? adoramos essa sua inocênica (sempre dizemos isso)

albukowski - com essas coisas de crepúsculo, ser chamado de vapiro soa meio que a emo; vamos ficar com as polaquinhas mesmo

Vampira Dea disse...

Realmente ele aumenta um pouquinho bem menos do que vcs imaginam.Os bichinhos tem de três tamanhos e os três tamanhos são pequenos. O da história deve ter vindo do país dos gigantes e eu ainda estou assustada com a história da anonima, o cordão é o mínimo agora o tampax perdido, é o buraco negro, tudo se perde,kkkkkkkkkkkk.

Fernando Ramos disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.

Alta, essa foi foda! Lembrou-me da piada da virgem que casa e põe uma castanha lá dentro ou coisa que valha. Comédia, comédia!