sexta-feira, 16 de abril de 2010

Sonho de consumo - parte 3 - Coda

Antes que pudesse perguntar o que significava aquilo, a toalha branca caiu e a vizinha se atracou no Zé. E como Salete não deixava barato, pulou em cima do playboy. E aquilo virou uma suruba como o Zé jamais havia sonhado. Nunca passou pela cabeça dele o quanto a competição entre mulheres poderia ser prazerosa no ponto de vista da sacanagem. Salete dedicou-se com paixão nos diversos boquetes, em ambos. Não que ver homem pelado agradasse o Zé, mas para pegar a potranca da vizinha arriscaria até uma cruzada de espadas acidental.

Quando todos despencaram no chão depois de muita troca de fluidos, a vizinha apareceu vestida, acordou discretamente o Zé e pé-ante-pé saíram dali para casa. Ela se despediu na porta do apartamento dele com um beijo carinhoso no rosto — daqueles que prometem mais — e um "Maria, com muito prazerrr" (erre raspadinho).

No conforto da sua cama, o Zé matutou se teria sido coincidência, ou a convite de quem, a Salete estar na festinha. Deduziu, com meio sorriso no rosto, que saberia bem rápido a resposta. Aliás, a vizinhança toda saberia, pelo inevitável barraco que a Salete armaria no decorrer do dia. Melhor não sofrer por antecedência. Dormiu.

Na manhã seguinte, ao passar pela portaria rumo à feijoada com os amigos, cruzou o playboy. Deixou escapar um "opa!" e vazou o mais rápido que pôde, antes que tivesse que dar explicações.

:: 07.04.2010 ::

12 comentários:

Maria disse...

ficou boa a reflexão :)

Noh Gomes disse...

Eita Zé de sorte rsrs

Vampira Dea disse...

Não tô acreditando o Zé com sorte? Isso não foi sonho não? Acho que ainda terá a parte 4 rsrsrsrs

Anônimo disse...

Há algum tempo atrás sexo era algo misterioso e excitante. Para ver dois estranhos em pleno ato era preciso ir a um cinema pornô ou se tornar um voyeur. Agora a pornografia está em toda a parte, e novos vídeos de sexo com "celebridades" aparecem na rede a cada poucas semanas (felizmente, nenhum deles com o Kevin Smith).

Qualquer um que tenha visto mais do que cinco minutos de "1 Night in Paris" está mais familiarizado com a anatomia da Srta. Hilton do que o ginecologista dela. Sim, sexo é cada vez mais abundante, graças à internet. Mas sabem o que ele não é mais? Sexy.

Extase disse...

Opa. Gostei muito desse conto, texto. Ah, se eu tivesseuma vizinha potranca.... so tem sexagenaria e muié casada na minha cidade.....|F|oda morar no interior............

Luna Sanchez disse...

Poderia ter mais detalhes da suruba, néam?

Rs

Beijo, beijo.

ℓυηα

minicontosperversos disse...

maria - coisa que talvez o zé não pensasse mas o contista...

noh / vampiradea - podem ter certeza que foi uma das primeiras vezes

anônimo - sua menção ao kevin smith foi reveladora; confessamos que só gostamos dos primeiros filmes dele

com relação a banalização e ver gente pelada, temos certa convicção que na mundo real a coisa tá bem mais quente que na telona, principalmente a roliudiana, viu?

extase - depende do interior, viu? devia fazer um turismo em SC ou no RS

luna - claro que podemos; te damos em PVT, ok?

Anônimo disse...

Vc inspira muita gente ensina como faz? E faz mais do que isso? Em qualquer lugar?

Rick Basso disse...

gostei dessa introspecção do Zé.

minicontosperversos disse...

anônimo - volto a dizer que se identificar e acentuar melhor as frases ajuda bastante a ter boas respostas

mas sempre parte do princípio de que este contirta é um casto

rick - uma vez acometido de um barraco, sempre com medo de barracos

o zé só não se arrepia todo porque é um doente

Lia disse...

Que vizinha querida!

minicontosperversos disse...

Até levou o rapaz em casa, né?

E pensar que você é nossa vizinha...