segunda-feira, 16 de maio de 2011

Quando o Zé conheceu a Teca III

A Teca não morava no apartamento que a Mel dividia com as amigas, mas ficava sempre lá, onde curtia uma liberdade que não tinha em casa. E essas moças sabiam curtir a liberdade. Tanto que uma vez meu primo mais safado, bem aquele que me ensinou as artimanhas da pegação, passou por Curitiba a trabalho, e acabei o arrastando para tomar umas no apartamento e conhecer as meninas. Ele ficou chocado com a tal "liberdade".

Naqueles dias que o Zé e a Teca romperam relações eu continuei a visitar a Mel. Passei lá num domingo de inverno para fugir do Fantástico e experienciar umas caipirinhas. A Teca estava por ali e recebeu um "amigo", um sujeito desses que têm cara de nada. Quando acabou a garrafa ficamos os quatro pela sala, a Teca e o pastel sentados no sofá, eu e a Mel num colchãozinho deitados no chão, cobertos por um edredom. Só luz da TV. A Teca, por motivos óbvios, não deixou o cara chegar, então eles ficaram jogando conversa fora, comentando o que passava na TV meio que pra disfarçar. Mas disfarçar o que?

O esforço era pra fazer de conta que não nos viam transando no chão na frente deles. Cobertos pelo edredom mas obviamente transando. E não podíamos usar o quarto porque a outra menina que morava no apartamento estava lá estudando. E não fomos para a cozinha porque estava frio. E transar ali com audiência qualificada era muito mais engraçado e gostoso.

Um tempinho depois que eu e a Mel terminamos, o pastel foi embora e nunca mais voltou. A Teca ligou naquela noite mesmo para o Zé, e no dia seguinte reataram a relação. Amigo é pra essas coisas.

:: 12.05.2011 ::

14 comentários:

Apaixonada pelo autor disse...

Conto mais sem pé nem cabeça, totalmente ridículo.

Chandall disse...

Como eu sempre digo...amigo é pra essas coisas...rsss

Dita Panul disse...

Inverno no Sul, fim de Domingo ?
Só fica bom vendo "O Fantástico" mesmo, a-do-ro!!!

La peruanita disse...

Transar com plateia é o meu desejo SECRETO n° 18,rs!

EverythingUwant disse...

Como liberdade pode ser chocante ?

minicontosperversos disse...

Apaixonada - precisa que a gente desenhe?

Chandall - nas mais diversas vertentes e possibilidades

Dita - noveleira

La peruanita - No caso não conta, porque, pelo que o narrador falou, eles não estavam propriamente VENDO

EverythingUwant - "liberdade" entre aspas; foi uma forma discreta de dizer PUTARIA

Vampira Dea disse...

Realmente não entendo pq a Teca não botou o pastel pra correr e entrou na brincadeira.Ou então ia dormir. Pq com o Pastel ali falando besteira nem dava pra prestar atenção no que estava acontecendo direito.

eLi disse...

Sou daqueles que pensam..."quem nunca quis ter um plateia para ver sua 'performance'?? Estilo filme pornô! Melhor que contar é mostrar! Meio machista, mas real!

Mas o conto é meio sem pé nem cabeça mesmo! Sério. E não quero que desenhe ahahha

Abração!

Maurício - RJ disse...

Claro que é sem pé nem cabeça, antes que esperava o final da "merda" que aconteceu no outro e não do nada uma putaria. Desculpa aí, mas dessa vez o texto não surpreendeu.

minicontosperversos disse...

Vampiradea - Você e suas ideias maravilhosas. Peloque o narrador pensou, numa dessas ele deixava passar o corporativismo fraternal e papava a Teca. Caso de excessão

eLi - Olha, vou começar a perguntar os motivos de acharem que é sem pé nem cabeça. VEjamos: 1) apresendado o apartamentoe o clima de putaria; 2) o cara chega lá pra se divertir e pela a Teca com a mão quase na massa; 3) se diverte de uma das formas mais perversas; 4) sem querer espanta o mala e ainda reconcilia o casal

Onde não tem pé e cabeça nisso?

Maurício - RJ [que deve ser "amigo" da "Apaixonada pelo autor"] - As melhores putarias acontecem do nada. E se quer se surpreender, aguarde o IV

minicontosperversos disse...

Sem falar que chamar um cara de pastel é o máximo. Empata com bananão.

eLi disse...

Sem pé nem cabeça sim! Mas normal, apenas impressão minha!
Sem pé nem cabeça no sentido de motivação, do tipo, o texto acaba e você fica com uma reação de "Hãn? Acabou?". Vindo dos contos anteriores desta série, é o que acho lendo este terceiro. Opiniões...você sabe...assim como traseiro, cada um tem a sua.

Abração!

Anônimo disse...

Isso de ter que explicar é foda. Não explica nem pergunta que é melhor.

P.S.: exceção é com "ç" coisinha gostosa. Claro que vc sabe.

minicontosperversos disse...

eLi - você é da casa, tem todo o espaço pra manifestar sua opinião!

Anônima coisinha gostosa - saber até a gente sabe, mas às vezes a gente esquece

Em tempo: "peGa a Teca com a mão quase na massa"