terça-feira, 31 de maio de 2011

Reflexões sobre um macho acovardado

Desde a idade da pedra as mulheres adoram ser conquistadas, só que atualmente dispensam a pancada na cabeça. Então o "namorado imaginário" voltou e não teve coragem nem de perguntar como eu estava. Contou que andava bem e que não era mais para eu escrever no e-mail corporativo dele porque tiveram auditoria e ele achou que pode ter se comprometido. Idiota medroso, vivia me pedindo para deletar tudo que falávamos e ele guardava.

Pensei em escrever um singelo “foda-se”, mas preferi deixá-lo falando sozinho. Odeio gente medrosa, especialmente homens. Essa coisa engessada me aborrece muito, sou uma pessoa de ação. Decidi e fiz o que eu queria, não temi o ridículo, a moral e os bons costumes. Acho bem mais difícil para uma mulher (séria) tomar a decisão de putear, abrir mão da acomodação e ir em busca do prazer. Não entendo homem que se acovarda.

Cansei de correr atrás, perdeu a graça. Cheguei ao fim dessa história.

:: 31.05.2011 :: Só você sabe quem me contou essa historinha

17 comentários:

Chandall disse...

Como cansa viver sobre essa linha muito fina que separa o "dar em cima de um homem" e "fazer com que ele ache que foi ele quem te escolheu e conquistou"...as vezes da vontade de desistir mesmo...esse joguinho pra não ferir os sentimentos masculinos cansa....

Mr. Casanova disse...

Cansa mesmo.. pior de tudo é ter que voltar a vidinha pacata e rotineira.

Nada melhor que viver uma aventura quente, safada e perversa. Agora com um(a) covarde, que prefere a fuga.. vale-se dizer que a reflexão é a melhor escolha "Antes só que mal acompanhada(o)".

Por isso a vida aventureira vale a pena sim, mas somente se a aventura não tiver prazo de validade, ou tempo determinado, assim a hora que cansar ou dar (levar) um basta, cada um vai para o seu canto e continua a viver... como um sonho ou pesadelo.

Obrigado ao comentário do post anterior da Alba...

Alba Regina Bonotto disse...

.."desde a idade da pedra"..legal pensar que a pedra foi substituida por batidas de um teclado..uma sutil evoluçao ..apesar de todo peteticismo destas atuaçoes.

EverythingUwant disse...

Aposto o que você quiser:
se ele chamar,ela vai.

Mulher safada é assim! Me atrevo até a dizer que não é nem pelo cara e sim para ter o gosto de olhar nos olhos dele e dizer: Peguei!!!!

EverythingUwant disse...

Aposto o que você quiser:
se ele chamar,ela vai.

Mulher safada é assim! Me atrevo até a dizer que não é nem pelo cara e sim para ter o gosto de olhar nos olhos dele e dizer: Peguei!!!!

Macho acusado disse...

Ela é do tipo de mulher que a gente já tira do carro puxando pelos cabelos. Não que isso queira dizer algo ou a classifique. Foi justamente esse estilo animalesco dela que me atraiu.

Pode ser brega ou clichê, mas foi sim um lance de pele. A gente mal conversava de tanta vontade um do outro.

Até a hora em que ela fez uma conversão perigosa, em local proibido, e nem deu seta. Agora, quer ficar de papinho antes “e” depois do vuco-vuco. Eu até aturei a fase do “ou”, mas o “e” não dá.

Ela percebeu que eu estou perdendo o interesse e – algumas mulheres, vocês sabem, têm problemas crônicos de baixa estima e carência – enfiou na cabeça que é por alguma deficiência – dela - na cama ou que tenho outra.

Começou a força a barra me mandando emails cabeludíssimos no trabalho. Não que eu não goste, eu adoro. Mas excesso e insistência incomodam e cansam. Tenho que tomar cuidado ao abrir os emails dela no escritório - fico paranóico olhando se tem alguém atrás de mim - e já não consigo me concentrar.

E, como se não bastasse, ela confunde conquista com dominação. Sem eu perceber, está fazendo toda minha programação da semana e do final de semana. Isso tem que parar: quem faz a minha agenda sexual sou só eu e mais ninguém!

Com internet e mulheres, não se brinca. E o perigo que eu corro de ela usar os emails que trocamos, lá no começo, contra mim? É sério, aconteceu com amigos meus – uma louca criou um blog só para falar sobre o desempenho dele na cama e outra um guia passo-a-passo sobre as técnicas de conquista e... ah, vocês já entenderam.

Não posso correr esse risco. Logo agora que minha chefe começou a me dar mole, vem essa avalanche de pornografia – de classe, mas ainda assim pornografia – que mais cedo ou mais tarde vai chamar a atenção do CPD, que vai levar o caso pra ela e acabaram-se minhas chances. Não é justo, pô, estou a fim de pegar minha chefe há muito, muito tempo. E a moça do CPD também não é de se jogar fora.

Fêmea Philosófica disse...

A fixação dos homens pelo poder de dominar existe desde a idade da pedra. Já as mulheres tinham em si, latente, o dom.

Elas sempre enfrentaram desafios maiores - por conta da sociedade, preconceitos e convenções – e as restrições forçaram-nas a desenvolver maior habilidade. De conquista, com dominação implícita.

Com a ideia do recato meio pervertido e da vontade meio inocente, a mulher esconde uma outra dentro de si. Essa é uma história para outra oportunidade. Me lembrem de voltar nela, depois.

O homem, atraído como um animal, é presa fácil. Mera coincidência o retorno à era pré-histórica? Robert Graves há de concordar comigo: essa lenda da mulher ter sido sempre dominada, não sei não. Confio mais no contrário.

No auge da confusão entre dominação e conquista - bem arquitetadas, devo dizer - a maioria dos homens não percebeu e continuou batendo no peito, como se senhores das cavernas fossem. Elas deixam e até incentivam.

Os que, por sorte, perceberam, se dividem entre os que se acomodam na passividade, e os que se sentem acuados e fogem.

Excetuando-se os raríssimos casos alfa e a rara casta de animalesco eruditismo, existe, por parte deles, a falta de ação. E a falta de ação, gera reação. Reação das mulheres. Deusas brancas, assim como as armas.

Quando a “decisão de putear” ou a "reação considerada putesca" é feita com elegância e inteligência e ousadia de forma direta, até as linhagens mais abençoados se acovardam. Não lembro qual autor disse: “Medo, teu nome é macho!”

minicontosperversos disse...

Já pensou o quanto a Santa Inquisição adiou esse processo de dominação feminina no mundo? Era a moça ter um pouco de iniciativa e já era mandada pra fogueira.

Valéria disse...

Uau! Tanta filosofia masculina me emociona! Quanto à minha humilde pessoa: apenas concordo inteiramente com a Chandall. E ponto. Algumas mulheres são simples assim.

Vampira Dea disse...

Nossa, o MCP agora tá cheio de filósofos, cheios de titulo , fiquei até intimidada de escrever minhas simples e coloquiais palavras rsrsr.
O que eu tenho a dizer é que ela estava certa em todos os momentos fez de tudo enquanto era interessante para ela e parou quando quis e pela história, comparando com o que leio no twitter, sei muito bem quem escreveu esta história com tanta exclusividade para o nosso deleite.
Quanto ao Macho Acusado bem feito, não sabe fazer as coisas direito se dá mal.

Alba Regina Bonotto disse...

Ajudando na erotilosofia do blog
humm vejamos... ainda prefiro a analogia da atemporalidade ,idade da pedra idade digital,o conto revela uma inversão de papeis na qual a fêmea toma posse e liga o foda-se ,tão primitiva e medieval quanto a supremacia do pinto duro.a verdade que invasores sempre são desagradáveis e desconsideram a existência do outro,o que vale é sua própria imagem refletida num lago de vaidades. Não há nada pior do que alguém que impõe seu desejo ignorando o do outro(o que eu quero é maior do que aquilo que tu não quer). No mundo do pega e larga não há vitima o que ha é tônus.Quanto aos Juízes que aqui se apresentam, a unica coisa que posso dizer que se equivocam ,pois muitas pessoas vivem do prazer de rejeitar e outras da inversão disso e para que uma boa rejeição aconteça é necessário uma boa e arrebatadora conquista.

Dita Panul disse...

Quanta complicação!!!
Ela queria dar
ele não queria comer
Era só o macho admitir isso e ponto final. Mania que o homem tem de dizer que SEMPRE tá afim.

Dita Panul disse...

Nossa gente quanta complicação!!!
A vida poderia ser tão mais simples sem tanto blablabla.
Ela quer DAR
Ele não que comer
Bastaria o pseudo MACHO reconhecer que não esta afim e pronto.O problema é que os homens nunca admitem sua falta de fogo.
Besos!

Apaixonada pelo autor disse...

A algum tempo atrás, era a mulher que dizia que estava com dor de cabeça. Hoje, a mulher pode ser a mais bela, que tem homem que vira para o lado e não quer nem saber, coitada.
O que se faz nessas horas, mande o atual para bem longe e ache um que aguente firme, porque para o homem fazer isso...

Mr. Casanova disse...

Vejam bem.. não é bem assim falta de fogo. Que as mulheres dominam tudo bem.. até aceitamos, mas falta de Fogo, só se o "produto" não ensejar as habilidades pirotécnicas do dito cujo.

Ai, pode partir pra próxima e deixar aquela "derretendo" sozinha na fogueira!! kkkkk

Valéria disse...

Mr. Casanova, não posso deixar de respondê-lo. CERTAMENTE a falta de fogo do macho não depende apenas das qualidades pirotécnicas da parceira. Faço minhas as palavras da companheira Dita Panul aí acima: "Bastaria o pseudo MACHO reconhecer que não esta afim e pronto.O problema é que os homens nunca admitem sua falta de fogo."

Sr.Apêndice disse...

Olha caro MCP, acho que ainda existe mulheres por aí que adoram levar a famosa pancada na cabeça e serem arrastadas para dentro da caverna. Também adoram o velho tabefe na cara e a boa puxada no cabelo para serem arrastadas para um apê. Melhor isso do que um macho covarde, com certeza. E como dizia Nelson Rodrigues: "nem todas mulheres gostam de apanhar, só as normais..."