terça-feira, 14 de outubro de 2008

Frases VI e VII

Tudo bem que não são contos, mas são contribuições de peso. E se você, leitora, se atentar aos detalhes, tem uma historinha bem azeitada (como as de nossa preferência) por trás de cada uma delas. Estávamos nos enrolando há tempos pra publicar, mas urgiu, porque nesses tempos de profusa difusão de idéias, daqui a pouco acabam aparecento por aí "apocrifadas" a/por alguém.

"Daqui a poucos anos, eu disse poucos, os asilos e casas de repouso em Curitiba vão ser insuficientes para abrigar a maioria dos amigos que não botam a cara pra fora nem pra tomar uma gelada."
Marco Rigo, amigo e guitarrista da nossa eterna banda germinal de blues e rock'n'roll (atualmente, SSR - Sociedade Secreta do Rock)

"Mudei minha senha para o nome de uma prima minha. Mas eu tenho umas vinte e cinco primas e agora não sei qual delas é."
De nosso amigo diácono, que vive dando contribuições pro MCP, em geral indiretamente, mas que prefere (por motivos óbvios) não ser identificado; um dia a gente entrega ele, um dia a gente entrega com link e tudo!

19 comentários:

Altavolt disse...

É Gustavão, com o passar dos anos, alguns de nós vão ficando cada vez mais enclausurados, distante dos amigos dos bons tempos de curtição. Poucos são os que conseguem manter o espírito livre quando chegam à meia-idade. É um problema realmente de saúde pública, pois não é fácil manter a verve e a pegada após os quarenta. Até a própria sociedade nos tolhe pra caramba. Passamos a ser vistos como tiozinhos, e qualquer comportamento mais expansivo chega a ser reprimido e ridicularizado. Infelizmente. Abraço.

minicontosperversos disse...

EM vista do caráter nem tão literário (discutível isso) do post de hoje, tomamos a liberdade de tentar proporcionar um prazer estético a quem sempre vem aqui. Saiu no yahoo, portanto talvez não seja novidade. Dêem uma olhada nesses microcontos. São uma verdadeira delícia.

Altavolt disse...

Parabéns, Gustavão, por ter uma turma que resiste. A minha deu uma embabacada geral. Só restaram uns três remanescentes, que tentam manter pelo menos alguns happy hours ao mês. A maioria só convida a gente para as festinhas dos filhos, que acho muito importantes, claro, mas não são tudo na vida. Precisamos conservar o instinto de predadores, rsrsrs. Sinto falta de, paralelo à vida familiar, trocar algumas idéias mais à vontade, só com os amigos.
Quanto ao comentário do busão, sim, "Chico-Doce" é uma gíria antiga, provavelmente oriunda da famigerada ditadura militar, e quer dizer porrete! Comprei um carro, a pedido da família, no começo do ano. Mas há 15 dias os ladrões levaram. Acho que me fizeram um grande favor, pois não aguentava mais ficar engarrafado nesse trânsito. O busão tem o corredor que agiliza o processo. Prefiro mesmo é a bike. Vamos ver as ciclovias, se saem do papel. Aí eu só irei de duas rodas! Sou bundão, não tenho coragem de enfrentar o trânsito de Sampa na "magrela".

Flávia disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
A Senhora disse...

Ainda não tive a brilhante idéia de colocar o nome de um dos meus primos como senha. Mesmo porque não teria graça - são poucos... A graça, mesmo, é deixar que seu filho decida a senha e ele nunca estar por perto quando você precisa da porcaria!

Patrícia Lage disse...

Hahahahahaha...
Retratar-me-ei:

Olha só o teu objeto inspirador trazendo comentários de quem já visitou o teu blog!


Ixi... com os meus amigos TODOS casando-se, sei lá o que vai ser das futuras noitadas. Do contrário, o jeito é armar baladinhas nas casas de repouso mesmo.

Beijo, Gustavo.

Poisongirl disse...

Essa da senha é ótima!...
Voltei me perco nas senhas também.
Bjks.

iara disse...

em relação ao primeiro-

a versão feminina é: depois que elas casam só falam em cri-cri , criada e criança, tb tenho, mas prefiro outros assuntos. fora que parece que vivem grudaddas nos maridos. só saem com eles...que tal deixarem eles irem pro futebol ou o que for e fazer uma saída feminina?
velinha num vou para asilo manenmorta!
quer dizer morat vou para outro lugar neam ...


pro segundo
já tou ficando sem criatividade pra senhas juro! mas se ele tivesse colocado da prima mais gostosa e tivesse feito essa nota mental ele lembrava....rs

Fonseca disse...

AMBAS AS DUAS contribuições sensacionais! Concordo com as duas ambas, principalmente com a das turmas. Acho que é o sinal dos tempos. Ou não, talvez.

Toninho Moura disse...

Fiquei com vontade de citar uma: "Às vezes me pego escrevendo seu nome no suor de um copo de vodka!". De um amigo, J.Cadamuro.
Braços!

PS: Tu acompanhas a "Viatura 2112"? Tem capítulo novo, venha ver!

Extase disse...

Eu acr4edito que as pessoas tem que se acostumarem com o tempo uma das outras

Adrielly Soares disse...

ahdsiuaisduhiaushdiuahidsaushdiaudhsiashdiauhdsiahds
ainda bem que tenho menos primas
ahisduhaiusdhiaushdiauhdiuahdisuahisduhaidhaiudshaiushdiausdh
me mijei.

Daniel Salles disse...

O importante é manter o contato, e no final da vida tentar escolher o mesmo azilo da turma toda...deixar as velhinhas de cabelo em pé! hehehe

Flávia Batista disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

essa das senhas é boa!!!

hj em dia é senha pra tanta coisa que a gente se esquece msm!!!!

odeeeeeeeeio esquecer minhas senhas!!!

bj

Victor Hugo disse...

Porra, o Padre é foda!

Fala pra ele tentar o nome das que ele dava uns pegas, provavelmente vai diminuir um pouco a lista.

Quanto ao comentário do Lumbriga (Daniel), pô, certeza, aquela maquininha de fazer inalação vai ser um perigo nas mãos de uns e outros.

Abraço

Mariana disse...

Bom final de semana!
Muito amor, paz e carinho.
Divirta-se!!!
Beijos meus, Mariana

minicontosperversos disse...

alta - descobrimos que pra manter esses laços de amizade, tem que ser feito um esforço semelhante àquele que faz com que uma relação tipo casamento se mantenha; ou seja, tem que suar, insistir, engolir sapos etc.; sem esforço (neste caso até bater o pau na mesa pra conseguir o alvará etc.) o pessoal debanda mesmo; no fim das contas é sempre mais fácil ficar mofando na frente da tv (rumo ao descanso eterno, a morte), coisa com a qual não nos conformamos

quando formos pra sampa saímos pra tomar umas, e chamamos uns camaradas nossos que estão mofando por aí (né, zeca martins?)

e sobre a magrela, depois das motos de grande cilindrada, é nosso meio de transporte preferido também, mas aí é para distâncias a partir de 30-40 km; inviável para o dia-a-dia

flavinha - sinto te dizer, mas são um bando de mal-caráteres sem-vergonhos

sra. mirian - sempre em meio às emoções fortes de ser mãe!

patrícia - cuméquié? depois que casam param de sair? que barbaridade hein? mas pode se fiar que para assuntos de terceiras intenções eles continuam secretamente saindo

poisongirl - só não vale colocar nomes de ex-peguetes, hein?

iara - prima mais gostosa = enredo de punheta e não inspiração pra senha

fonseca - na nossa esfera, fazemos de tudo para o tempo não ser soberano

toninho - esse J. Cadamuro é um POETA

extase - tem mais é que raptar os amigos bundões do sofá, encher de porrada e arrastar para o boteco: não deixa de ser uma forma de salvar a vida da pessoa

adriely - apresenta pra gente, oras!

fidel/victor - então tá combinado; asilo com "inaladores" especiais e enfermeiras gostosas, ninfomaníacas e taradas por velhinhos; que acham de inaugurar um desses enquanto é tempo, hein?

flávia batista - sabe o que é bom para memória, né? aliás, pior que esquecer senha é esquecer/trocar o nome da parceira na "hora H"; tem gente que morre disso

mariana - pra vc também, linda

Mary West disse...

Ahhh eu tenho uma intuição muito, muito forte. As vezes simplesmente prefiro nem tentar nada com os outros se de alguma forma sentir que naum vai dar certo. Vim de Avalon. :D

minicontosperversos disse...

ouvimos falar que os bkts das moças de avalon são ótimos