quarta-feira, 18 de março de 2009

Full monty na casa do Zé

CAPÍTULO 2

Os caras da turma do Zé podiam até ser meio falhos no que se refere a fidelidade com namoradas e afins, mas fora isso, que é da natureza humana, eram de cumprir a palavra dada. Como perderam o jogo foram se preparar para os estripes.

Como homem não fica pelado na frente de homem, cada um se apresentou isoladamente. As moças sentaram faceiras no sofá e começou pelo Zé, que era escrachado e todo mundo sabia. Deu suas reboladas, tirou a roupa, esfregou a cueca na cara delas (sem tirar) e saiu sob aplausos. O Reinalto era tímido e sem jeito com essas coisas de dança, mas com litro e meio de vinho na cabeça até que se embalou, terminou o estripe só de camisa, balançando os bagos nas pernas da morena, que não se fez de rogada e colocou uma nota de dez no bolso dele (da camisa, cuja ele não tirou e só abriu os botões). Enquanto isso o Luiz Armando não saía do banheiro. Estava morrendo de vergonha.

Parênteses — A cena que se seguirá lembra muito uma vez em que fomos com o grupo escoteiro visitar uma fazenda. Vimos plantações, criações (porcos, gado etc.) e depois do lanche fomos para o abatedouro. Em meio àquela sensação esquisita assistimos a matança de um porco, um boi, mas a coisa pegou mesmo na cordinha em que estavam os coelhinhos pendurados. O peão matou um pra mostrar como se fazia, e perguntou se alguém queria experimentar. No grupo tinha uma menina tímida e frágil que era um docinho. E o pessoal, de sacanagem, apontou pra ela. Embaixo daqueles oculozinhos de aro, ela disse não, mas o povo fez torcida e ela acabou cedendo. Pegou trêmula a peixeira e vacilante cortou a jugular do segundo coelhinho da fila. O que se seguiu foi um massacre. Baixou o santo na menina e ela matou os outros dez coelhos. A gurizada ficou estarrecida. Não sobrou para ninguém. No fim, ela devolveu a faca cheia de sangue para o peão e saiu do transe.

Deu para traçar o paralelo do que aconteceu com o Armando? Depois de muito não-não e da torcida das meninas, ele foi empurrado pra sala. E lá, ao som dos Stones, baixou um mick-jagger-vedete nele, o rapaz deu um show de gingado e ritmo, tirou até a cueca. A mulherada foi ao delírio (menos a loirinha, que fazia de conta que não via porque achava que era namorada do Zé; ela tapava os olhos com a mão mas enxergava entre os dedos, óbvio). Diz que até umas pegadas o Armando ganhou.

:: 16.09.2008 :: Primeira novela publicada no MCP. Aguarde as emoções do últimon capítulo, na sexta.. Conto originalmente publicado, numa paulada só, n`O Coletivo

43 comentários:

minicontosperversos disse...

Pra entenderem bem, full monty é o que o Luiz Armando fez no último parágrafo, ou seja, tirar tudo

Não aquela coisa aviadada dos chippendales, de terminar de sunguinha

RECOMENDAMOS O FILME "FULL MONTY", cujo enredo parece bastante com o que a bela Ú&E narrou no fim dos comentários do capítulo 1

Alessandro disse...

Não não, eu nunca tive nada de chippendale (ouvi falar de um desses que a "clientela" pós-show é, em sua quase unanimidade, "masculina").
Em tenra idade, meu primeiro emprego foi numa locadora de vídeo (VHS ainda, por óbvio).
Estava lá quando foi lançado "The Full Monty", com Robert Carlyle (altamente recomendável).

nin@ disse...

É...sempre soube que temos de tomar cuidado com os mais quietinhos e tímidos, esses são os piores(ou será melhores?), no momento dos cinco minutos, baixa a pomba gira e daí salve-se quem puder, ou quem quiser...rsss dependendo do cara é claro!!!
Bjão lindo

nin@ disse...

Ah! ainda em relação ao cap anterior, queria fazer uma colocação: sempre levei a maior fé naquele jogo da verdade em que se faz uma pergunta e gira-se uma garrafa no centro dos participantes, onde a garrafa apontar, será o sortudo q deve responder...vc conhece esse jogo né?(rsss) pois é, dia desses(não já tem um tempinho), não é que esse joginho filha da mãe me decepcionou???kkkk

Anônimo disse...

O pior é que o endereço não era aquele... risos. Eu sou uma pessoa atrapalhada. Mas o oficial tem blogda antes do nome e sobrenome. Se você lembrar, passa lá...risos.
(Imaginando a cena do conto...)
Bjs
http://mocaoculta.blogspot.com

Sininho disse...

Ensinar a jogar? rsrs
Pode deixar que peço p/ o meu Gatão me ensinar, e acho que ele vai até gostar.

Fátima disse...

viu que dá olhar somente a cara e as vezes o corpinho?! o que vale mesmo são as atitudes. " em todos os sentidos"...

tô anciosa para ler o final, muito bom esse conto deu para imaginar legal. Parabéns.

Altamir disse...

Por enquanto o Armando tá no lucro! Se revelou e ainda recebeu umas pegadas!

Única e Exclusiva disse...

Como diz os marcadores: conquistadores baratos mesmo, cada uma que se vê! rs

Discrição é tudo, e eu adoro! O inesperado excita muito mais... (sem chave, so um codigo de segurança, kkkkk)

Eita, qse acerto o babado.

Alta, amor, vem mesmo, as melhores praias do mundo estão aqui... imagina, o jogo num paraiso!!! (Se quiser trazer a galera do MCP eu dexo, rs)

Bjinhos ú&e ;**************

Sininho disse...

U&E já estão no amor é? rsrsrs

Alta, não perde a chance não e vai amanha mesmo p/ lá. Isso não acontece todo dia hein!!!!

Vamos todos p/ Pernambuco conhecer as praias paradisiacas e fazer um festerê!!!! rsrs

Estou animada!!!!

Beijos

Altamir disse...

U&E e Sininho, Assim vcs me deixam dividido meninas! A ideia da Sininho de nos reunirmos, os três, em Pernambuco me deixou bastante animado! Já pensou: duplo strip poquer numa praia paradisíaca! Beijos!
PS: Não vou ser egoísta, vamos chamar tb o Gustavão! rsrs...

Sininho disse...

A Alta, mas e quem disse que ia ser nós 3?

Como a U&E convidou vc e o autor do MCP, eu só me escalei no meio p/ fazer quarteto!!!! Rsrsrs.

Mas antes preciso treinar o jogo só com o meu Gatão!!!

Beijos

Anônimo disse...

Na verdade, eu andava com muito calor... Quente demais por aqui... estava na hora da libertação...
bjs
Moça

BitterSweet disse...

Não tinha achado nada que me explicasse o que é full monty no querido google... mas você já respondeu a sua pergunta... então tudo bem =D detesto ficar sem saber responder coisas.. mas entao, bom conto! Se meus amigos nao fossem todos gays até que daria pra fazer isso hahaha

Vampira Dea disse...

Pois é não sei ao certo se isso é um cenário de comédia ou terror...Fico imaginando a cena e só mesmo com muito vinho´rrsrss.

Única e Exclusiva disse...

Eeee não me leve a mal, chamo qse todo mundo de amor, amado, querido, qdo meu santo bate!

Agora um quarteto numa praia, huumm, e não caberia no MCP, porq seria muito extenso o babado, rs! Contariamos nossa propria estoria/novela, rs. (gostei da ideia)

Alta, não fique dividido, nao sou egoista e te divido com ela (se o tal gatão souber ou liberar).

LIBERDADE!!!
Bjinhos ú&e ;*************************

Sentimental ♥ disse...

Adoro comportamentos assim como do Luiz Armando... esse são os melhores!

louise disse...

Desculpa cortar o clima, mas eu gostei do parênteses; adoro quando baixa a pomba-gira, hahaha

Sininho disse...

Gente, gente, gente... olha no que foi dar esse conto, eu estou me matando de rir.

U&E realmente esse babado ia dar o que falar hein!!! E com certeza ia ficar p/ estória.

É claro que eu levaria meu Gatão p/ curtir junto, rsrs. Só acho que deveríamos mudar a parte do vinho, não acho muito bom vinho na praia né?

Eu fiquei imaginando a cena, rsrsrsrs!!!

Desculpem a minha pergunta, mas no conto diz que quem perdesse faria strip certo? Pelo que eu sei, não seria a cada partida que se perde vc tira uma peça de roupa cada vez?

Beijinhus

Altamir disse...

Sininho, vc tem razão, peça por peça fica mais excitante! Porto de Galinhas nos espera para o Strip Poquer! rsrs... Beijão!

U&E: Estamos chegando aí! prepare o baralho e o vinho na leiteira! Beijão!

Branca disse...

Tem gente (geralmente os mais sérios/recatados)que só funciona sob tensão, surpreendendo a todos.

Bom dia pra vc,
bjos.

Sininho disse...

Quarteto fantástico, rsrsrs

Luciene de Morais disse...

Interessante sua maneira de descrever quando as pessoas, homens e mulheres, liberam o seu lado oculto, aquele obscuro, que sempre esteve ali, mas que é renegado, por imposição pessoal, ou por crença de que é inaceitável. Aquilo que a pessoa não reconhece como seu, mas que mostra, de repente, como se estivesse em "transe". É o alter, falando.
Legal

Ah... sobre o comentário na postagem anterior, capítulo 1. Perguntei se eles "davam pro gasto" da perspectiva Delas. Capazes de atender às expectativas Delas, não às deles...

minicontosperversos disse...

alessandro - ouvimos falar o mesmo, ou seja, são na maioria queimadores de rosca, o que confirma a teoria que quem gosta de homem malhado é viado (mulher gosta é de carteira bombada); sensacional tratalhar em locadora (o livraria) no começo da carreira, e o filme é supimpa MESMO => termina literalmente num FULL MONTY

nin@ - jogo da verdade te decepcionou? escolhe melhor os parceiros de jogo, pô! de qualquer forma, dependendo do tamanho da decepção, sempre sobre a garrafa

sininho - depois vc ensina pra todo mundo o que o gatão te ensinou

fátima - em geral, ali, não se salvavam muitas caras não 9pelo que o zé contou)

alta - e os deizão do reinalto?

ú&e - passou raspando; inesperarado carrega adrenalina junto

ú&e, sininho e alta - nos coloquem fora dessa, dentro, fora, dentro, fora

cerveja, vinho e strip poker? QUEREMOS VER QUEM BANCA

anônima moça oCulta - depois de sorltar as amarras, corra!!! da burca pro biquíni em 3 paqssos

bitter sweet - bela, mas os gays é que fazem essas coisas com mais habilidade; nós, os toscos, não temos gingado (mas podemos tentar, se pedir com carinho)

vampiradea - e o greiteiro da mulherada? da nossa parte, homem pelado supera o lance de teatro do horror

sentimental - assim o zé fica triste

louise - continho dentro do continho; se vc gostou, ficou mais especial

branca - vc surpreende assim também? experiência vivida ou observada?

luciene - particularmente acreditamos que é o ID mandando ver; somos todos bichos enclausurados

sobre o dar pro gasto, fizemos um trocadilho; mas... se as moças foram até lá... bem, esperavam alguma coisa

agora, vamos lá: NINGUÉM AÍ NUNCA FOI NUMA FESTA DESSAS?

Sentimental ♥ disse...

fica nada, o zé é bem 'político', sabe dividir as coisas...

Sininho disse...

No, never in my life!!! Eu não sou moça dessas coisas.

Eu não vou ensinar TODO MUNDO o que o meu Gatão me ensinar não, eu aprendo com ele e o resto que se vire.

Mas adorei imaginar com o Alta e a U&E, fazia tempo que eu não ria tanto!!!!! rsrsrsrs

Aos autores, desculpem a brincadeira!!!!

Beijinhus

nin@ disse...

É Gustavo foi realmente um erro de parceria o do jogo da garrafa, mas pq deixar, vou seguir seu conselho, essa parceria nunca mais...só amizade mesmo...e qt sobrar a garrafa, só pra relembrar era uma garrafa de água mineral e de plástico, portanto não é uma das minhas preferidas, prefiro deletar o parceiro mesmo...

nin@ disse...

Ah, vc bem que poderia dx o endereço eltrônico do Luiz Armando pra galera né? Eu já conheci um tipo Luiz Armando, desses que vc não dá cinquenta centavos, mas depois queima a língua tamanha a surpresa do desprendimento do rapaz...affffffff

Altamir disse...

Gustavão - É verdade, deizão no bolso da camisa...ficou só de camisa com os bagos na perna da morena!

Sininho - Vc vai ter muito mais motivos para rir durante a nossa performance!

Sweet Toxicant disse...

Sempre tem um tímido que surpreende no final!!

Kkkkkkkkk

Sininho disse...

Gostou da idéia né Alta?? Rsrsrs

Beijos

Renatinha 3.5 disse...

Olá Gustavo. Tempo que não apareço por aqui. Mais uma do Zé e dos seus comparsas, né? Pensando no entusiasmo do Luiz Armando lembrei daquele filme "Gigolô por Acaso", no qual, a fantasia de uma das clientes (justamente a mulher do capitão da guarda) era assistir a um strip tease masculino... e eles, afinal, fizeram. A mulherada deste conto novelesco é que foi feliz. Não interessa se os carinhas eram meia boca... mulher gosta mesmo é de farra... gritar "tira tira"... ver o cara rebolar todo sem jeito (se achando) e rir... rir desesperadamente até doer a bochecha. Luiz Armando... quer meu telefone? Tenho uma turminha aqui que iria adorar assistir a tua performance.. garanto que tu até irias faturar uns trocos...

minicontosperversos disse...

sentimental - olha que de repente até sabe, viu?

sininho - imaginar O QUE com o alta e a ú&e?

nin@ - 1) qual a garrafa preferida? 2) fazemos assim, pego com o zé o telefone do luiz armando e (ar)mando para todas as leitoras (e leitores) interessadas

alta - não deixa dee ser um agrado (dependendo das pernas)

sweet tox - vcs estão acabando com os saidinhos

renatinha - como dizzemos ali em cima, logo distribuímos o telefone do luiz armando

Sentimental ♥ disse...

eu sei q sabe...

Única e Exclusiva disse...

Tmb nao entendi da Sininho... imaginar O QUE eu e o Alta?! fiqueicuriosa, revela.

Sininho disse...

Rrsrsrs, melhor eu ficar quietinha com meus pensamentos...

Luiz Armando disse...

Qual foi meu espanto após ver meu nome citado tantas vezes e de maneira tão elogiosa por tantas garotas inteligentes - e provavelmente muito bonitas?

Quando soube que toda aquela velha história viria a público, admito que fiquei um tanto cabreiro com o autor do blog. Mas, após ler os comentários, sou obrigado a dar o braço a torcer: valeu a pena...

Em tempo: só me encorajei a escrever este comentário por estar devidamente protegido pela distância anônima entre os computadores e pelo sentimento de segurança que ela proporciona (a história pode ser velha, mas velhos hábitos não mudam...).

Sentimental ♥ disse...

Ah Luiz Armando, eu acho q vc não devia se proteger pelo anonimato não, acho q depois de tantos comentários elogiosos vc deveria aparecer e 'dar a cara pra bater' [no bom sentido], já que muitas ficaram interessadas em sua performance....
bjs

Luiz Armando disse...

Olha Sentimental, falando assim, acabo me convencendo...

nin@ disse...

L.A. (olha a intimidade), o q falta ainda pra vc se convencer???? bjs

Sentimental ♥ disse...

a intenção é essa...

minicontosperversos disse...

Caros Luiz Armando, Sentimental e Nin@:

GET A ROOM!!!

Sentimental ♥ disse...

É uma opção, mas você vem junto???