quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

Um mau mentiroso não é só aquele que conta uma mentira mal, mas também aquele que conta uma má mentira

Ou uma bela historieta puxada pela memória

Tá bom, tá bom. Eu operei a fimose com uns 14 anos. Mas todo mundo sabe que naquela idade a molecada conta a maior vantagem sobre uma supostamente não fantasiosa vida sexual. Então, se eu contasse pros amigos que tinha operado a fimose, como ia justificar a balela de que já tinha perdido a virgindade umas três vezes? [Atenção: tem todo um nonsense neste ponto, ok?]

Acontece que nas férias, uns três meses depois da cirurgia, viajamos a molecada numa excursão, e um dia na volta do banho um curioso (bem aquele com quem mais competíamos no relato de balelas sexuais) olhou e disse: cadê seus pentelhos?

Foi aí eu tive a ideia de jerico de inventar que havia descolorido os pentelhos com água oxigenada, e que meu pai tinha reparado e me mandado tosar aquela barbaridade. Então o camarada acreditou, ou fez que acreditou, porque se eu confessasse que era cabaço ainda, aí ele ia ter que confessar também.

:: 16.12.2010 ::

8 comentários:

Vampira Dea disse...

Estou rindo atá agora rsrsr, esse povo que ainda não conhece as coisas da vida vive de mentir rsrsr, sei pq nessa idade mentia muito tb, a mentira era um pouco diferente. Queria ficar logo mocinha, ter seios, pernas grossas, e continuava o mesmo palito. Ah ainda tinha uma prima mais velha que eu, ia lá pra casa só pra anunciar: Ela chegou, já sou uma moça e vc pirralha? E aí eu ficava p. da vida e mentia dizendo que tinha ficado primeiro que ela. O tempo passou e as vezes sinto saudades do tempo que não tinha nada disso e era só balela rsrsr, melhor do que tpm de agora.

Patrícia disse...

Como a Vampira Dea, também achei divertidíssima essa história.Mas comigo era diferente, fui precoce em tudo. Então eu tinha história para contar e minhas amigas que se desdobravam em mentiras para estarem á minha altura.
Bjssss

Biiiih disse...

Simplesmente adorei e ja viciei

Sujeito Oculto disse...

Também inventei que tinha perdido a virgindade com quatorze anos. Mas sobre a fimose, levo vantagem por ser judeu.

TeKiLa disse...

Hahahhaha... muitooo boa!! Quem nunca contou vantagem na mentirinha com essa idade?? Nós também ficavamos contando balela na frente do colégio na saideira, e sempre tinha os "machões" pegadores, que no final das contas, até hoje continuam sozinhos.. ou seja pior que a mentira que contavam, é a realidade em que vivem! O Blog já está favoritado... e que venham os novos post´s Pervesos com histórias de natal! hehehe

Tradicional disse...

Sou da época que se perdia virgindade na zona, correndo risco danado de passar DST pra menina de quem viria tirar a virgindade algum tempo depois.

minicontosperversos disse...

Vampidadea - acredite ou não, mas tínhamos uma namorada, moça linda, alta, potranca, que virou mocinha (no sentido de chegar o chico) só com 19; a outra parte de ser mocinha, acreditamos, ela já praticava antes

Patrícia - quais histórias?

Biiiiih - seja bem-vinda

Sujeito Oculto - finalmente um twiter, hein? esse sim é um herói da resistência; agora, parafraseando a Prima Roxana (a vingança do bastardo), corajosos esses judeus, que tiram um pedaço da piroca, mesmo antes de saber que tamanho vai ficar

TeKiLa - histórias de natal você encontra aqui

Tradicional - mocinha de sorte essa, hein?

Ninê..® disse...

ahuhauhauhauahuaha
não tem o que dizer, só:
ahuahuahuahuahauhauaha