terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

Quando a engrenagem precisa de uma azeitada extra para funcionar

Ela pegou o gancho sugerido pelos episódios VII e VIII do Relatos de um Veraneio Praiano e contou este causinho lindo e perverso. Aproveitem para curtir agora, pois é possível que quando ela colocar no livro, ele esteja diferente. Coisas de quem busca perfeição e nunca está satisfeito com o que escreve. O título, nós tomamos a liberdade de pinchar. Curtam esta brilhante participação na V Semana da Contribuição MCP.

Uéliton era o típico nerd, solitário e inexperiente, dono de uma lojinha de conserto e venda de computadores num bairro tranquilo daqueles que parecem cidade do interior. Perdeu a inocência com uma mulher da vida, nunca namorou e suas companhias eram moças bonitas, “photoshopadas” e coloridas que ele escondia no banheiro da casa de seus pais. 

Jandira estava na faixa dos 35 - 40 anos. Era tão assanhada quanto judiada pelo tempo e mal comida pelo marido. Mas ainda tinha as peças nos devidos lugares. 

A relação deles se limitava a eventuais beijinhos. Até o dia em que Jandira entrou na loja, já no final do expediente, e pediu a Uéliton que abaixasse a porta de metal para que ficassem mais à vontade. Enquanto ele obedecia, ela foi ao pequeno banheiro/depósito que havia no fundo. Voltou já sem calcinha e demais “apetrechos”, só de vestidinho e salto alto. Empurrou Uéliton contra a parede e tascou-lhe beijos quentes. Foi tirando-lhe a roupa enquanto, como um animal no cio, lambia e cheirava cada pedacinho do corpo dele. Quando percebeu que ele estava quase no ponto, pediu que sentasse numa cadeira daquelas simples, sem braços e sem rodinhas, que ficava na entrada. Abriu as pernas, subiu um pouco o vestido e se encaixou. Ele sentiu aquela umidade quente o possuindo e enlouqueceu com o sobe e desce e o rebolar de Jandira. 

Estava tudo perfeito até a hora em que ela se levantou e se desprendeu. Ele se viu coberto de sangue. A mesma gosma avermelhada que escorria pelas pernas da Jandira. Assustado, não sabia o que pensar. Ela, percebendo o espanto, explicou que preferia transar menstruada. Além de não correr risco de engravidar, ficava mais excitada, corpo mais sensível ao toque e ainda contava com a ajuda de um lubrificante natural. Coisas da idade, dizia ela. O corpo funciona como uma máquina, mas sofre influência da natureza. Se não houver manutenção ou se o desgaste for precoce, o mar pode virar sertão, e a engrenagem acaba precisando de uma “azeitada” extra. 

Ele me contou esta história ainda afoito e com mais detalhes do que eu esperaria, justo ele, sempre tão tímido e reservado. O danado gostou da experiência e disse não se importar se era normal ou não. Confessou a vontade que sempre teve de desvirginar alguém só para ver o sangue no lençol. Agora não precisava nem se esforçar. Veria quanto sangue quisesse nas ansiadas visitas mensais de D. Jandira.

21 comentários:

Carol disse...

delicinha de ler *:

Vampira Dea disse...

Gostei, mas o coitadinho tão desprovido, só Jandira que devia tá bem ruinzinha pq nessa idade e já virou sertão, mas o bom é que ele não se importa e gosta de molho pardo, sarapatel.Tem que ter pimenta.

Eduardo Passos disse...

Não deixe o samba morrer, não deixe o samba acabar...

Patrícia disse...

Fã de carteirinha dessa MENINA!
PERFEITO!
bjssss

Única e Exclusiva disse...

kkkkkkkkkk Que lubrificada, que conto, que história!
Sempre quero saber a mais e a versão masculina? Vai no cuspe? ¬¬' Ou existe outros meios? kkkkkkkkkkk #má

Ai, ai, ai... [Este blog e estes contos só fazem eu ficar com a mente mais aberta! ^^]

Arrasou, Menina. =)

herusa disse...

De minha experiência: mesmo quando inconsciente, o medo de engravidar é um grande desestimulante feminino. Algumas não confiam em contraceptivos, e a única forma realmente segura é transar quando não se está ovulando. Laqueadura tem o mesmo efeito, mais que a vasectomia (e mulher vai lá confiar no saco do homem?)
A mulher fica mais libidinosa, as trepadas são homéricas, e, ouso dizer, só se equiparam àquelas do momento oposto, quando ela QUER engravidar.
Coisas desse grande órgão sexual, o cérebro.

Confere?

herusa disse...

Do meu tempo de piá:
A moça dorme, chega o Drácula e começa a lamber seu pescoço... sem acordar direito, ela resmunga, "ãh, para, o que você queeer..." E ele, com o vozeirão gutural, "Saaaangue"... sem abrir os olhos, ela vira de lado e diz, "ah, não, ainda não, volta semana que vem..."

Luciano disse...

e dá-lhe lubrificagem extra...
muito bom.

Sr.Apêndice disse...

Dois vampiros foram a um bar. Chegando lá, um pediu sangue ao garçom, enquanto o outro pediu por água quente. Intrigado, o que pediu sangue questionou sem entender:
- Água quente?
O vampiro que pediu água quente então retirou um absorvente usado do bolso e respondeu:
- É que hoje eu vou tomar um cházinho...

Vampira Dea disse...

Pela parte que me toca os vampiros gostam de sangue fresco,não se alimentam de sangue reciclado.Eca!

Ginecologista Amador disse...

Esse conto tem uma discrepância com a realidade. Mulhr de 40 anos continua molhando bem. A secura começa só depois dos 45.

***MissUniversoPróprio*** disse...

Ê mente fértil! hehehehe

Um toque de humor, nos quentes contos, não faz mal a ninguém.

Beijos pra Menina e pro "MiniContos".

Menina Misteriosa disse...

Ginecologista Amador,
Repare que tomei o cuidado de informar no texto que foi algo precoce. ;)


Agradeço a você e a todos que aqui comentaram. E deixo as outras respostas/comentários para o dono do pedaço, que faz isso como ninguém.

MeninaMisteriosa

Anônimo disse...

Tem biscate que se manca e some só que você não tem vergonha na cara e volta né

Menina Misteriosa disse...

Ginecologista Amador,
Repare que tomei o cuidado de informar no texto que foi algo precoce. ;)


Agradeço a você e a todos que aqui comentaram. E deixo as outras respostas para o dono do pedaço, que faz isso como ninguém.

MeninaMisteriosa

Miltextos disse...

Como dizia o filósofo Chico Gonçalves... toda ejaculação é precoce. Ginecológica e psicologicamente perfeito.

shaaa disse...

bom de ler, fácil de imaginar, dificil de esquecer!!
adorei!
beijo

minicontosperversos disse...

Ouvimos dizer que, se não der pra tomar um bom banho em seguida, se botar a roupa por cima e sair na rua, a cachorrada persegue igual fazem com cadelas no cio

Carol - E de fazer?

Vampiradea - E olha que quem tá falando entende de sangue... Sangue vai melhor com pimenta?

Eduardo - Entendido o recado

Patrícia - Vocês duas: get a room!

Ú&E - Como assim a versão masculina? Homem chora, mas não menstrua

Isso de mente aberta, esse é o propósito do MCP, não que a gente desfrute...

Heru Sa - Esperei elas se manifestarem... mas...

Sim! O principal órgão sexual dos humanos é definitivamente o cérebro

Luciano - Pra que KY, certo?

Sr. Apêndice / Heru Sa - Muito boas as piadinhas; muito bem lembradas!

Ginecologista Amador - Ela explicou ali embaixo

Miss Up - Esquentes contos

Anônimo - Coisa feia

Menina Misteriosa - Este blog não tem mais dono não; já virou domínio popular

Embora esse bando de leitores preguiçosos não comente mais

Miltextos - Sim, a ejaculação é o maior estraga-prazer

Shaaa - Beijo

-----------------------------------

Fica a grande pergunta: rolaria um bqt depois?

fernandes disse...

Sangrento... hehe

Pior de tudo é o cheiro de molho de cachorro-quente estragado que fica impregnado por dois dias após a transa. Éca.
Ao menos flui que é uma beleza. :D

Gosto dos contos da Menina.

Abraços.

Menina Misteriosa disse...

Fernandes,
tem alguma historinha pra contar pra gente?

Gustavo,
resposta só em forma de conto.

MeninaMisteriosa

Mr. Casanova disse...

Hummm... de dar aquela salivada.. ou como dizem, água na boca, p... duro e outras coisinhas más (mais)! rsrsrs..

Nunca fui um homem de várias mulheres, mas prefiro ser assim meio fechado, que as conquistas são mais gostosas talvez, como a Jandira, que deveria ter um Tsão louco pelo quieto Úeliton.. e mesmo assim soube a hora de atacar subitamente.

E nesse caso, quem não é sedento por sangue.. já diz aquela música "sou o vampiro doidão.. só bebo sangue, de menstruação". Rsrsrs..

Bjoss a Menina pela ótimo conto perverso, e Abraço ao Gustavo, por escolher bem as escrivãs do doce pecado!

Até breve..