segunda-feira, 1 de dezembro de 2008

Faça o que eu digo, não faça o que eu faço


Um dia a professora ensinou que voyeurismo é vício (leia +)

40 comentários:

maria disse...

Pensa que é fácil?

A Senhora disse...

Uai! Mas ela estava certa! Para que servem os exercícios? Para ver se os alunos aprenderam a liçào! :)

beijinhos.

Flávia disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Flávia disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Altamir disse...

Pode ser pecado, mas quem há de resistir a uma boa espiadela na vizinha se trocando após o banho? Creio nos idealistas e incorruptíveis, mas a esse pecadilho creio que ninguém se furta!

Camilla disse...

Safadiiiinha...

Fonseca disse...

Um dia, o professor de Matemática que deu aula pra dois caras que conheci numa mesa de bar enlouqueceu e começou a xingar "ESSES CAZUZAS! O FIOFÓ NÃO É PARA DAR! MALDITOS CAZUZAS!!"...

...é...

Não tem a ver com o conto aí, mas lembrei disso agora.

Lilian Dalledone disse...

Hummm
pois é...

Larissa Santiago disse...

é só pra exemplificar o conceitooo
:P

Sweet Toxicant disse...

Tsc, Tsc...
No colégio eu tinha uma professora assim... os meninos não se concentravam nunca na aula! Só as meninas tiravam boas notas... e os meninos compravam sempre presentinhos pra ela... rsrsrsrs

Quanto à sua pergunta: Sweet Toxicant significa "Doce Ácida"...

louise disse...

eita fetiche, hein?

Taynar disse...

Isso me lembrou Misto Quente, do Bukowski!

Beijos, moço

Charlotte disse...

é papo de homem com fetiche na professora... todos têm! Engraçado... hahaha

***

a nível de informação: foste indicado na minha listinhas de "sugestões" do blogue.

beijos

minicontosperversos disse...

maria - pensa que foi?

sra. mirian / flávia - que lição? as catilinárias? os catecismos do zéfiro? (apooooostamos que o alta vai se manifestar)

flávia - será? milênios ardendo no mármore do "Cão"?

alta - dependendo da vizinha, nem o ghandi resistiria; aliás, nem a clodovéia

camilla - é vc...

fonseca - depois passa pra gente o nome da boleta

lilian - diga, profe!

larissa - idem ao fonseca

sweet toxicant - aprendeu a lição com a profe?

louise / charlotte - é, essas coisas só nós homens temos!

taynar - na mosca, babe

Sweet Toxicant disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Kátia Flávia disse...

Isso me lembrou Misto Quente, do Bukowski! [2]

ahhhhhhhhhhhhhh!
foi assistir?

Não pisou no calo... jamais..

;T

Pq acha??????

BEIJJJJJJJJJJOOOOOOOOOOOOOOOOOO!

Flávia disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Daniel Salles disse...

Voyerismo é um vício, exibicionismo é a cura! hehehe

E quem nunca teve uma tara pela professora...

...

Curtiu o Bitches Brew!? Sonzeira, Miles pirando o cabeção, e quebrando o Jazz no meio (daí que vem o tal 'jazz contemporâneo')...
Mas não queira nem imaginar o que passava pela cabeça (e corrente sanguínea) do cara durante essas gravações! hehehe

Charlotte disse...

pois é Gustavo, mas pelo jeito a Lígia se retratou.

E Charlotte é o alterego sofredor de Karine.

Flávia Batista disse...

hahahahaaahhahahahha

por essas e por outras que eu sempre digo quando dou conselho a alguem e a pessoa me questiona tipo 'mas tu não faz isso': faça o que eu digo e não o que faço!

bjs

Patrícia Lage disse...

E o desfile por entre as carteiras?
Rapaz... Ainda bem que essa lição (ainda) não me compete.

AH!
A sociedade secreta desvendou. Bendita semiótica, aliadíssima!

minicontosperversos disse...

neste exato momento estamos assistindo ao Karate Kid da putaria. o filme MEMÓRIAS DE UMA GUEIXA. é lindo.

artístico mesmo!

amanhã comentamos a parte mais engraçada do continho...

minicontosperversos disse...

- você será examinada na cerimônia de mizuagui. se for considerada imprestável...
- eu não sou imprestável!

Altamir disse...

Parece que a noite passada foi movimentada, hein Gustavão?

maria disse...

É... direção de arte!

Celine disse...

hahaha.
Não há aluno que se concentre no assunto.

minicontosperversos disse...

sweet toxicant - então publica lá um post dizendo como vc provoca "inocentemente"...

kf - descupe pelo egocentrismo, mas lemos antes aquele fuckin' poser; fomos ver não; um dia vencemos essa resistência ao "tiatru"

flavinha - olha, flavinha, moças de família não pensam nessas coisas

daniel - o que passava pela corrente sangüinea do cara?

charlotte - deu pena da menina; é tonguice demais da parte dela... e... prazer, karine

flávia batista - melhor assim: "faça o que eu faço e não faça o que eu digo"

patrícia - que sociedade secreta? a única que conhecemos é nossa banda eternamente em coma

alta - não caríssimo, nem foi; se fosse não teríamos assistido ao filme

fique registrado que o segundo comentário era ainda referente ao filme, um diálogo escorchante

alguém aí assisca dizer o que é MIZUAGUI (não vale procurar no google)

maria - pura direção de arte

minicontosperversos disse...

A REVELAÇÃO

Duro mesmo era no tempo lá depois da quinta série, a gente naquelas calças "de agasalho" como se diz aqui (não lembramos o nome do tecido), e ficávamos lá tendo pensamentos impuros com as profes ou as colegas... com o conseqüente aumento de volume nas calças, e bem nesses dias as profes mandavam a gente para o quadro negro resolver algum problema (parecia que tinham sexto sentido). aí eram duas alternativas:

1) ou dizíamos que não; e agüentávamos as conseqüências até a coisa baixar

2) ou íamos na maior cara de pau mesmo, com o circo armado, suscitando zunzunzuns em toda sala

Sweet Toxicant disse...

Hahahaaha!!!

Qualquer dia eu publico! ;o)

minicontosperversos disse...

celine - tem profes que usam esse recurso na tentativa de obter o contrário...

sweet tox - não deixa a gente esperando

Altamir disse...

É, Gustavão, naquela época o bicho se fazia notar a todo momento... Era indócil o menino...

Charlotte disse...

prazer... hahaha

***

Pow, eu sou professora. Confesso que meus alunos sempre foram discretos. Apesar de que acredito que as professoras de história não despertam tantos fetiches assim... é sempre as de matemática ou de ed. física.

***

e o memórias de uma "ameixa"? curtiu? eu só achei bonito, assim, fotografia e tal... mas o enredo é fraquinho. Mesmo porque japonesas da primeira metade do século XX falando inglês não combinam muito...

maria disse...

Essa coisa de imaginar professora... teve gente que não levou fé na professora de direito civil. Ai ai ai...

minicontosperversos disse...

alta - não desanima rapá! hoje em dia há boletas variadas para turbinar "o bicho"

charlotte - isso pq vc não conheceu nossa professora de história do tempo do positivo, enredo de sucessivas punhetas;.falando em enredo, o "ameixa" foi o que dissemos: karate kid da putaria; o que nos tocou mesmo foi a direção de arte

maria - botou a moçada no pau, foi isso?

Altamir disse...

Não, Gustavão, as boletas ainda não são necessárias...Só comparei com a oitava série, quando ele praticamente só vivia em estado de alerta. Principalmente nas aulas das professoras provocantes, ou na presença das colegas mais ousadas para a idade...Era quase priapismo, não era não?

o casalqseama* disse...

e ela estava certa... por isso optou pelo exibicionismo!

rsrsrs

bjs da fê =D

p.s.: eu gosto dos dois! rs

Mary West disse...

Tive um professor que vivia a fazer algo parecido tb. Passava a aula toda falando em segurar, enfiar, penetrar...

minicontosperversos disse...

alta - praticamente um priapismo; quem sofriam eram as "noivas de papel" e as chacretes

casal que se... - professorinha também, fê?

mary - aprendeu alguma coisa?

Renatinha disse...

'A propaganda é a alma do negócio' meu caro. Qaul o estudante que conhece o significado da palavra voyer, hum?

Renatinha disse...

Ops.. desculpe o erro de digitação. Devo estar ficando com sono. Fui.