quinta-feira, 12 de agosto de 2010

De galo a frangote em quatro segundos

Salete era moça simples, "de vila" como o pessoal costuma dizer pejorativamente. Mas tinha um quê de malvada que atraía. Gostava de fazer de tudo, e fazia com prazer; "safada" como o Zé diz elogiosamente. Levou umas amigas pra se encontrarem com o Zé e a turma num barzinho da moda. Mocinhas assim são ótimas pra barbarizar nesses ambientes.

Então chegou um amigo do primo do Zé metido a galo: "eu faço, eu comi, eu sou bom etc." Coisa insistente e cansativa. E continuava: "vamos no 'bar tal', onde vai ter monte de mulher gostosa pra eu pegar", dando a entender, na frente das meninas, que ali não estava bom.

Na mesa, discretamente, o Zé pediu pra Salete trocar de lado com ele e sentar perto do metido. Ressalte-se que ela não era uma mulher bonita, o que saltava aos olhos era um jeitinho vulgar carismático. O Zé então a incitou a passar a mão na perna do carinha até pegar no pau por cima da calça. Ela titubeou, achou excessivo, mas ele insistiu. Ela fez.

O chato começou a gaguejar e não queria mais ir embora. Grudou nela, que se fez de desentendida. Aí o Zé e as meninas resolveram sair, e o babão queria ir junto, aonde quer que fossem. O Zé indicou que ele seguisse o carro, mas no final das contas teve que deixar as meninas no Terminal Guadalupe, pois era meio de semana e não podiam esticar. No caminho, de agradecimento, o Zé ganhou um boquete.
 

:: 04.08.2010 ::

15 comentários:

minicontosperversos disse...

Pra quem é de fora de Curitiba, TERMINAL GUADALUPE (ou "rodoviária velha") é um ícone. Numa região meio sombria do centro, cercado de comércio popular, é dali que parte a grande maioria dos ônibus que vão para as cidades da região metropolitana.

Única e Exclusiva disse...

O que uma mulher (não) faz quando quer algo? ¬¬'
Desses carinhas quero distancia!


bjos, ú&e
*Lembranças.

Lia disse...

Achei bem "curitiboca", heim...

Moska de Bar disse...

Porra, Estação da Luz perde, então...rs Salve o Zé!
Abração

Lilian disse...

Dificil mesmo...em quase toda cidade tem seu beco e esses tipos de cara que se aproveitam...

Vampira Dea disse...

Foi legal mais gosto mesmo quando o Zé se dá mal.

POBRE MEU BLOG disse...

Ótimos contos.

minicontosperversos disse...

Ú&E - moças sensatas sabem que mocinhos que falam demais fazem de menos

Lia - MUITO curitiboca, vizinha

Moska - estação da luz está mais para o nosso passeio público e arrabaldes

Lilian - tem, sim, bela; mas... pode nos contextualizar?

Vampiradea - você é CRUEL

Sérgio/PobreMeu - Seja bem vindo! Suas resenhas são ótimas

O Matuto disse...

E quem não tem um amigo que nem esse frangote?
hehe

menina fê disse...

hahahah
a cabeça de baixo sempre fala mais alto... embora nem sempre seja tão comprida assim!

saudades daqui.
parabéns pelo livro.

em breve compro o meu!

bj. bj. bj. menina fê

A Deslinkada disse...

fizemos algo parecido numa festa de faculdade... uma amiga nossa deu uma de salete. dava um bom mcp.

Única e Exclusiva disse...

Relendo, vi um trecho que diz: "Mocinhas assim são ótimas pra barbarizar nesses ambientes."

Quer dizer que a MAIORIA das meninas de vila são tipo "chama atenção" por serem providas de "nonsense"? Isso mesmo? Pode explicar!

minicontosperversos disse...

Matuto - todos (os seres sexualmente ativos) corremos o risco de passar momentos assim; mas os amigos que reincidem nessa postura de galo preferimos deixar na posição de amigos distantes

Melhor a saudade que a presença

Menina Fê - fazia tempo mesmo, hein, bela? passe sempre aqui

Deslinkada - devia ter contato; demorou

Ú&E - para ser mais exatos, digamos que elas fazem coisas que mocinhas mais recatadas se abstêm de fazer (mesmo que tenham vontade)

mas isso é generalização, ok?

nin@ disse...

muito bom o conto, e ainda que seja engraçado quando o Zé se dá mal, valeu pela lição que deram no tral frangote abusado...

[ô]Pistache disse...

Não sou de Curitiba, mas conheci a fama do Terminal Guadalupe por causa dessa banda http://www.myspace.com/terminalguadalupe