segunda-feira, 24 de março de 2008

Quando a vida supera a ficção


Suposto PM aponta arma e interrompe espetáculo
por ARI SILVEIRA

GAZETA DO POVO - 23/03/2008 - Confusão entre artistas e feirantes marcou a última sessão da peça O Abajur Lilás, na manhã deste domingo (23), no Largo da Ordem. Parte do espetáculo – que participou da mostra Fringe do Festival de Curitiba – é encenada ao ar livre pela Cia. Independente de Teatro e os palavrões existentes no texto do dramatrurgo Plínio Marcos irritaram algumas pessoas presentes. Um dos feirantes, que se identificou como policial militar aposentado, teria chegado a sacar uma arma e ameaçado disparar tiros contra dois atores.

"Foi uma desagradável falta de conscientização, uma censura incrível ao nosso trabalho”, critica o ator Tiago de Barros Cardoso, que prestou queixa à Guarda Municipal e ao 1º Distrito Policial. “O espetáculo é alternativo, inclui palavras pesadas e solicitamos que fosse exibido à noite. Concordo que havia crianças presentes, mas infelizmente não posso deixar de fazer meu trabalho por causa da incompetência da organização para marcar horário.” Segundo o ator, o grupo pretende voltar a Curitiba para ficar com a peça em cartaz por dois meses.

Constrangimento - A feirante Vivien Camargo, que trabalha todos os domingos na feira do Largo da Ordem, afirma que os freqüentadores ficaram constrangidos com o linguajar da peça. “Os artistas começaram a gritar palavras de baixo calão e havia crianças no local”, diz. “Uma das atrizes vestia apenas calcinha e sutiã.” [comentário do blogueiro: hahahahahahahahahaha, e eu não estava lá para ver isso!!!!] - Vivien diz não ter visto o policial aposentado sacar a arma para intimidar os atores.O investigador Délcio Razera, do 1º Distrito, promete identificar nesta segunda-feira o PM aposentado. “Vamos coletar mais dados para lavrar o termo circunstanciado e encaminhar um pedido de informações à prefeitura”, afirma.

10 comentários:

minicontosperversos disse...

1. E se quiser se divertir mais um pouco, acesse os comentários dos leitores. É de cair da cadeira de tanto rir. Tem um que diz algo como "Nossa língua tem um vocabulário tão rico, porque alguns escritores insistem em usar palavras de baixo calão?"

2. DESABAFO: Achamos que é karma (bem aquele do "My name is EARL"). Qualquer coisa que a gente faça que começa a dar certo atrai sabotadores. É um saco isso. Assim, tomaremos a liberdade de deletar os comentários negativos/depreciativos feitos por "anônimos" (ah, sim, registramos os IPs). E não temos "amigos" anônimos. Nossos amigos têm nosso e-mail pra essas coisas.

fantalaranja disse...

onde acho os comentários?
hahahahaha
faz um conto com a campanha de impacto!!

Mirian Martin disse...

Meu, eu fiquei boiando... É no meio de uma feira? Feira que se vende tomate, maçã e alface?
Eu vou ler de novo...
Os meus neurônios estão indo para o espaço!
Eu até ia assinar como anônimo, mas desconfio que seria besteira... rsss
Boa semana, querido!

minicontosperversos disse...

Então, explicando para quem não é de Curitiba. Trata-se da tradicional "Feira do Largo da Ordem", no centro histórico da cidade. Antigamente era chamada de "Feirinha Hippie".

Todo domingo de manhã curitibanos e turistas lotam aquelas ruazinhas pra ver barracas que vendem artesanato, obras de arte, roupas, comidas típicas, bijouterias, bonecos, incenso, bugigangas, livros usados, pequenos móveis de madeira etc. etc., tudo isso permeado por atrações artísticas, alguns botecos movimentados, enfim, é uma delícia de programa e bem tumultuado. Como toda boa feira deve ser.

fantalaranja disse...

muita gente louuuuuuuuuca por aqui...blog de quem mesmo?? hehehehe. bejo

fantalaranja disse...

ah, sim!!
gente louca por aqui e por outros contos afora...
acho que era vontade de páscoa, de ter desculpa prá sair da dieta e poder, sem culpa, tem que usar leite de colônia prá expulsar as espinhas mil da cara lavada...
tô com sono e tomei muito chá verde! minha cabeça não pára de pensar pensamentos de montão...
não sei onde isso vai parar.... talvez numa salinha escura, um lugar ermo... com uma belíssima dor de cabeça...
quer saber? não esquenta com gente (?) idiota... assuma o lema do chevetão "a inveja é uma merda!"
tchau... vou voltar a dormir embaixo da mesa do escritório..

Anônimo disse...

nossa!!! essa situaão realmente é uma saia justa para os feirantes, mas, a culpa não é da cia de teatro e sim da prefeitura que ao expedir o alvará, não se permitiu saber o conteúdo da peça em questão, zero pra orgnização!!!Ah! Desculpa, mas acho q não,poderei mais fz coment aki, pois sempre posto cm anônimo...Té Nin@

Anônimo disse...

Ótimo lugar para um bando de malucos gritarem palavrões (quais foram, hein? hein? hahahaha).
Afinal, não é na feirinha que tem:
- Covers de Raul Seixas, aos montes;
- Gente vendendo tralhinhas;
- Gente comendo umas coisas, ugh... sei lá, acarajé?
- Maior nível de gente que não se toca - porque aquela bosta tá sempre cheia, mas o casal quer levar o Juninho no carrinho, a teenteen leva o totó... aí é berro de criança, cocô de cachorro e OPA! olha o tio da umbanda oferecendo uma pipoca!!!AFF!
Só mandando tomar no c* mesmo, p*.

É como eu li num texto, se eu achar, te mando: "Odeio feirinha do Largo da Ordem e almoçar no Madalosso depois" - "Adoro indicar para turistas a feirinha do Largo da Ordem e um almoço no Madalosso"...

Bjo,
Lo

Mirian Martin disse...

Vai... Que coisa! E eu lá sei onde fica essa feira? Se não fosse você me explicar estaria pensando, até agora, na feirante das alfaces horrorizada com as calcinhas azuis da atriz e o feirante das frutas sacando a arma - sabe-se lá porque. Bom, eu detesto Plínio Marcos! Mas acho que o que se fala nas ruas, por aí, é bem pior do que ele já falou um dia... Aliás, já viu aquele mangá, Naturo(????) e que fizeram a "tradução" para o brasileiro "Charuto"? Pois é... tudo para criancinha de 12 anos achar no youtube... Acho que vou para Curitiba com meus pimpolhos...
Boa semana!

minicontosperversos disse...

Fantalaranja: muita gente louca mesmo. que delícia. e você é a mais louca. amanhã, aqui, a sua saga com a breguinha.

Nin@: pode sim, Nin@! você coloca seu nome no final.

Lo: aguardamos ansiosamente o texto. falando nisso, próximo domingo, vamos tomar umas no "the farm"?

mirian: pra você ver, Mini Contos Perversos também estimula o turismo!