sexta-feira, 15 de maio de 2009

Consolei uma gilete porque o Papai Noel mandou

Exercício criativo-literário da querida Tata, baseado no Jogo MCP 1

Sim, foi muito triste. Em meados de dezembro do ano passado, Noel me ligou contando que estava tendo problemas com uma gilete que ganhou de um de seus duendes.

- Guria, a gilete quer ser usada, ela está frustrada porque eu desejo ter barba! Não sei o que fazer!

Percebendo que o Natal chegava, e que Noel não podia se incomodar com isso, fui buscar a gilete sem saber muito o que fazer.

Afff!!!! Depois disso foi um saco. Levei a gilete em vários consultórios de análise pra ver se ela perdia o trauma, mas ela andou tanto que acabou perdendo o corte. Hoje, ela aguarda a solução do problema numa caixa de perfurocortantes pra ser incinerada.

4 comentários:

Altavolt disse...

Essa menina Tata se desdobrou demais! Talvez tenha sido o maior exercício de imaginação do jogo MCP! Nota 10!

Tata disse...

Valeu Altavolt!!!

Ragas disse...

AHAHAHAHA... SENSACIONAL!! Acabei de escrever um conto "sobre" Papai Noel no meu blog Palavra por Quilo.

Parabéns! Muito bom!

A Senhora disse...

Ela consola e depois manda incinerar! Malvada! kkkkk
Muito bom!!!