quarta-feira, 13 de maio de 2009

Eu transei com uma barbie porque estava drogado

Exercício criativo-literário do amigo Alta, baseado no Jogo MCP 1

Fria madrugada paulistana. Já passam das quatro horas. Como de costume, a balada acabava sem um saldo muito positivo, sem nenhum abate que valesse a pena mencionar. Ainda por cima, aquela ressaca precoce, que já começava a se pronunciar. Eis que o Guga, um colega meio junkie, põe na banca uns graminhas de pó e todos resolvemos experimentar. Foi bater e valer. A partir daí tudo ao redor se modifica. Numa esquina da boca, percebemos um grupo de lindas garotas. Todas sorridentes, disponíveis, muito simpáticas. Para mim, acabou sobrando uma que, dadas as circunstâncias, era igualzinha à Barbie. Linda, loira, esbelta e bem torneada. Passamos a noite juntos e foi a melhor mulher com quem transei. Pena que nunca mais a vi.

6 comentários:

A Senhora disse...

Eu vi uma barbie outro dia, sem pozinho do Guga e fiquei chocada. Coisa mais dura e plástica! Mas, com certeza, uma das mulheres mais desejadas durante anos e ainda é. Quem sabe... deixa prá lá... :)
Textículo super!!

Única e Exclusiva disse...

Meu amigo Alta é altamente criativo, autêntico e romântico. O melhor de todas as contribuições!!

Bjos ú&e
PS.: Espero no msn pra jogar poker cmg!!

Sentimental ♥ disse...

ah, seria melhor se fosse a barbie mesmo, loira parecida com ela tem os montes por aí, mas encontrar com a barbie numa esquina, depois de uma carreira de pó não tem preço.
beijos

nin@ de volta ao planeta disse...

è mas essa Barbie q ele tá falando tá parecendo aquela buchuda de um certo filme q nem me lembro o nome, em q o ator enxergava a bela Gwyneth Paltrow, rsss

Fernando R. Silva disse...

Esquina, viu. Ahna. E acordou numa seção de brinquedos do mercado, com a Barbie toda melecada e sem as calças.

eLi disse...

É preciso ter cuidado com que tipo de barbie se está saindo.
Há outras bem mais musculosas e torneadas em certas esquinas...

Abraço!