quarta-feira, 23 de abril de 2008

Fazia transbordar loucura dos corações sensíveis

Depois de alguns eventos descobri que não tenho mais aquele poder. Impulsos que eu provocava com um simples olhar acabam exigindo esforço extremo. Como o fluxo da água de um rio que mirra riacho inútil. Paralisei festas com um simples decote ou o movimento dos quadris insinuantes. Minha inteligência passional arrebatou as mentes mais brilhantes da época. Nunca fui de um homem para outro, mas de um sentimento para outro. Muito do que consegui devo a essa sinceridade. E se hoje surpreendo pelo exagero das jóias ou pela cor gritante do vestido azul turquesa combinando perfeitamente com os olhos do meu acompanhante jovem e viçoso, saiba que isso é nada mais que um suspiro. Meu fascínio se transformou num coração cheio de pavor.

:: 05.05.2003 ::

19 comentários:

minicontosperversos disse...

Reportando-nos a nosso programa preferido de tv (Two and a half man), teve um monte de casaisinhos que nem perceberam o terremoto de ontem. E teve uns que tiraram proveito.

Fernando disse...

É o que dizem que uma hora, a auto-afirmação é conseguida. E dá uma tristeza tão imensa perceber tudo aquilo que fomos.

Sobretudo se a mulher em questão for uma senhora que cansou-se de chamar a atenção pela superficialidade. E se ela notou que isto já não lhe apetece mais é porque, sem dúvida, é uma mulher inteligente...

Jean Rocha disse...

Na iminência de perder os encantos e ter que recomeçar do zero (será que isso é pleonasmo, sempre fico na dúvida), deve bater um pavor mesmo.
Agora, não sei se a senhora em questão ressente-se pela natureza dos seus encantos passados, ou simplesmnte por perdê-los...

Abraço e parabéns pelos textos!

(botei lá no meu blog um link pra cá, ok?)

Anônimo disse...

Gustavo,
Fica a dica: acho lindo esse lado perverso e malvadinho. Só que eu sou pró-vida, paz e amor. Acho ridícula essa banalização do que antes era imoral. Não dá pra ser "light" com isso, cara. E olha que eu estou longe de ser moralista.
Eu só fiz um comentário, porque me fez mal o que eu li lá, só isso. Vc poderia ter apagado, na boa. Agora, se não agüenta comentário "anti", então não publique. E mate a liberdade de expressão.
Louise

minicontosperversos disse...

Ai, Louise... Não se trata de censura. Foi só uma respostinha cínica a seu comentário mal humorado. E vivemos (tanto vc como eu) de cinismo e sarcasmo. Tá sensível, tá?

Pode tocar o verbo, mesmo porque vc é bem nascida e sempre coloca o "Lo" no final.

Nossa revolta é com os anônimos anônimos. Pra esses não damos moleza.

A Bruxa disse...

Saiba que isso nada mais é que um suspiro...
Talvez depois não caiba o pavor no coraçào, mas sim a displicência de deixar o tempo correr, ser consciente deste Senhor e tirar proveito da sua maturidade.

iara disse...

ese trechinho me lembrou a personagem do luxúria-a casa dos budas ditosos, do joão ubaldo, livro que adoro...

Anônimo disse...

ai, vomitei.
Qual parte da "Casa"? Por favor, me explica!

Lo

Fada Sininho disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Lígia Carvalho disse...

O post é sexy e autentico, na minha opinião, é claro.
A opinião é o que se tem de mais relativo. Pode-se perceber até nos comentarios de um blog, pois Iara gosta de um livro, enquanto a anonima vomita.
Estou para postar "O que você tem a ver com isso?" acho que o post cairia bem à Srta dona da razão...

GRande beijo. agora sim dirijo-me novamente o comentário a quem o merece.

Flavinha disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse...

Sinceramente não entendo porque pessoas maiores e vacinadas se deniminam "fada sininho".

E eu não estava sendo irônica. Realmente queria saber a que trecho de "A Casa dos Budas Ditosos"/a personagem. Queria saber outro ponto de vista sobre o livro, porque eu, sinceramente, achei uma vergonha alheia total.

Gustavo, fui.
Valeu por tudo, ok?
Beijo,
Lo

Anônimo disse...

"Estou para postar "O que você tem a ver com isso?" acho que o post cairia bem à Srta dona da razão..."

Aiai.
'bora que a vida é curta, e tem gente que pede, pede... mas é difícil, né?

Miriam, meus maiores e sinceros abraços à vc, que me parece a mulher mais inteligente para quem o autor posta. Ou ainda, a única mulher inteligente.

Desculpa, Gustavo, usar seu espaço. O meu agora é totalmente blocked.
Bjo pra vc,
Lo

iara disse...

ai gustavão,
"Não tem nada de vergolha alheia e muito menos de absurdo na comparação da Iara. A velhinha do ACBD não enlouqueceu muita gente na juventude? E pelo jeito ela bem que devia pagar uns michês na "melhoridade".

sabia que vc ia me compreender....
por isso me abstive de comentar.

bjs

iara disse...

by the way ela termina o livro sustentando um rapaz bem mais novo...michê...

iara disse...

gustavão,

o luxúria e diferente dos outros livros do JUR, talvez pela temática...mas fato é que adoro e isso é questão de goso, não faria tudo quea personagem fez, mas uma boa parte ..ah faria, outra acho gostoso ler

teoria/pergunta: toda mulher fresca, ruim de cama, tem nojinho desse livro???

minicontosperversos disse...

Fato engraçado. Nosso querido exemplar de ACBD foi emprestado, pela ex, a uma amiga crente dela. Faz uns seis anos que não vemos o livro.

Alguém arrisca um palpite? Será que a crente tacou fogo no livro ou adotou como livro de cabeceira, ao lado da bíblia? Votamos no segundo.

minicontosperversos disse...

Como tiramos a pedidos uma referência de endereço, e como não queremos simplesmente deletar os barracos desta casa vagabunda, vai aí um histórico, que com um pouco de esforço os fãs entenderão:

-----------------------------

GUSTAVÃO

Por mais que sejamos grandes fãs de catfights, esse vamos ter que apartar. Nos reportaremos então aos dois últimos comments da Lo, beirando as 8h de hoje. Tudo tá resumido ali.

1) Não se denominou fada sininho, não. Nós é que, carinhosamente, apelidamos ela assim. E ela, carinhosamente, adotou o apelido.

2) Quem quer simplesmente saber uma opinião não diz, antes, "vomitei".

3) Não tem nada de vergolha alheia e muito menos de absurdo na comparação da Iara. A velhinha do ACBD não enlouqueceu muita gente na juventude? E pelo jeito ela bem que devia pagar uns michês na "melhoridade".

4) A vida é curta sim. Por isso esta nossa emergência em aproveitar cada segundo. Você está aproveitando a sua?

5) Não parece delicado estabelecer parâmetros sobre a inteligência das pessoas de forma unilateral. São sete tipos de inteligência, e muitas variáveis teriam que ser analisadas, e não apenas comentários num blog vagabundo.

6) Não publicamos especificamente para uma pessoa ou para um grupo de pessoas. Publicamos abertamente para quem tem sensibilidade de sorver essa estética menor que praticamos.

7) Da mesma forma, não dá pra saber se uma pessoa é ruim, megera, bitch, baseado apenas em comentários num blog vagabundo. Sabemos que, independentemente dos comentários ácidos instilados aqui, Lo, você é uma mulher interessante, legal e inteligente. Uma pena que não teremos mais (pelo menos abertamente) sua participação aqui. Com todos os riscos associados, gostamos da sua metralhadora enlouquecida.

8) Você tem algum tipo de sexto sentido? Hoje mesmo íamos publicar aqui um link para o http://xxxxxxxxxxxxxxx.blogspot.com/ para o pessoal ir lá e comentar direto pra você...

Esclarecido tudo isso, registrada nossa opinião, vamos fazer o que é mais importante. Daqui a um minutinho, a volta do Zé!

24 de Abril de 2008 09:26

-----------------------------

Anônimo Anônimo disse...

Direito de resposta, for the last time:
1- risos. Não tinha como EU saber disso. E acho que a fada, se se referia à anônima "eu", que saiba que não sou anônima, só não gosto de ficar logando. E sempre assinei o que escrevi;
2- "Vomitei" = gíria = Me assustei;
3- Eu disse que achei O LIVRO uma vergonha alheia, em se tratando do Ubaldo, de quem eu era grande fã.
4- Não que seja da conta de ninguém, mas estou com mil coisas na cabeça. Esse espaço me distraía, mas se é pra criar o maior caso a cada vez que eu posto aqui, fui;
5- Quem entra na chuva, é pra se molhar. Se sou delicada ou não, well, tem quem goste;
6- Gustavo, não seja ingênuo. Vc já criou seu nicho, pelo o que vc escreve, pela forma e conteúdo. Alguém que goste, por exemplo, do blog de futebol, não vai achar nada de interessante aqui. E torço para que vc consiga cada vez mais leitores, pois sei que vc escreve o que gosta - e não por obrigação, como eu;
7- Vc realmente não me conhece, não adianta elogiar. Não cola, sabe?
8- Eu sabia que vc ia fazer isso, mas meu blog e as porcarias que escrevo são agora somente para convidados.
Réplica feita, é isso.
Vou voltar pro meu mundinho sem graça.
Até poderia colocar meu e-mail aqui, mas duvido que alguém se interesse em continuar com isso.
Louise

24 de Abril de 2008 11:30

-----------------------------

GUSTAVÃO

Ai jesuscristinho amado! Ela voltou!

Vamos simplificar! Vc continua e sempre será bem-vinda. Comente o que quiser, o espaço é livre.

Quer ser feliz, deixar todo mundo feliz e não levar toco?
1) Comente os contos não os comentários
2) Critique o autor dos contos, não os outros leitores

Será que esses catfights aumentam a audiência ou fazem a gente perder leitores?

24 de Abril de 2008 11:47

Lígia Carvalho disse...

Oi Gu, seu blog não merece esse sensacionalismo...
Nossa a rapariga se contradiz o tempo todo, queria só saber a opinião e de antemão "vomitei"

Ah sem falar no comentário sobre inteligência.. A Donzela faz teste de Q.I. baseados em comentários corriqueiros..

Rá! Ora francamente!