quinta-feira, 8 de maio de 2008

Mandala

Quando as sombras da noite entraram no apartamento, rastejando cômodo a cômodo, não consegui suportar a ausência dela e saí pela rua, caminhei horas com a fúria do mundo borbulhando em mim. Tanto que quase passou despercebido o olhar lúcido da menina, parecia captar minha aflição.

Simplesmente parei e olhei, não havia o que dizer. Ela me puxou pela mão, me conduziu por uma escadinha suspeita. Já dentro do quarto, inerte e ainda calado, observei meu anjo salvador se transformar numa mandala de luz. Caí de joelhos e chorei, um orgasmo espiritual. Eu estava livre, o mundo estava a salvo e, a partir daquele momento, era todo meu.

:: 01.02.2006 ::

12 comentários:

Jean Rocha disse...

Sei... deve ter sido ali nas imediações da Alfredo Bufren hehehe...
Sempre tem umas salvadoras vagando por aí, elas são amigas das tais sombras da noite...

Abração!

A Bruxa disse...

Muuuuuuuuito legal!

E eu fico cá pensando com meus botões, de onde, afinal de contas, tiraram a idéia da igualdade do homem e mulher? rssss

Somos é "mais"! rsss

J i l s disse...

cute...
Será que aparece um anjo assim se eu sair vagando por aí? hehe

iara disse...

imagem que veio a minha cabeça...sin city...jessica alba...

Leticia disse...

Tbm lembrei da Jéssica Alba em Sin City...
Uma inocência , um bondade sexual.

minicontosperversos disse...

Ressaca demais para postar hoje. Passo.

Desculpem pelo episódio recentemente deletado. Devem estar confundindo a gente com algum cafa.

mirian martin disse...

Humm... quanto ao meu post - se você estivesse no lugar dele, o que seria? seria amante, ou não? para ela nem perceber o envolvimento dele, seria um amor platônico da parte dele, ou seria, na verdade, um relacionamento sem compromisso algum da parte dela?
ou não seria nada? rssssss

Mariana disse...

Bom final e semana, beijo

Zeca Martins, propaganda e marketing disse...

Gus,
este seu lirismo noctívago é contundente.
Keep walking.

Mary West disse...

Q belo, q belo mesmo. Espero um dia passar por tal emoção, intensidade é o nm desse texto! :D

Mauro Castro disse...

Histórias curtas: tô dentro.
Há braços!!

Lyn Monroe disse...

Filosofo? divagando?
eu to de post novo! rs
beijos e otima semana!